Mundo SUSE

Boa tarde gente, hoje irei fazer uma matéria sobre a história do SUSE, contando desde seus primórdios, até os dias atuais e falando até das curiosidades dessa distro Linux.


$> História:
Tudo começou na Alemanha com a companhia SUSE Linux, que no início fazia apenas a distribuição no país do Slackware, mas com o advento do tempo eles começaram a desenvolver o projeto SUSE (que teria conceitos próprios e uma derivação do próprio Slackware junto com o RedHat), que derivava em dois, o SUSE Linux Personal (para usuários finais) e o SUSE Linux Professional (para empresas), ele se destacava entre as outras distros pelo fato de ter um gerenciamento de dados robusto para época (o famoso YaST), tanto que a companhia não liberava seu código fonte (ao contrário das demais), ela somente liberava após dois meses do lançamento de alguma atualização.
Em 2003 a companhia SUSE foi adquirida pelo grupo Novell, com isso, a Novell começou a mudar a cara do SUSE, transformando ele em SUSE Linux e SUSE Enterprise, com os mesmos conceitos anteriores, e criando um suporte maior voltado a comunidade de usuários, além de preparar versões em Live-CD e todo o conteúdo de download e atualização fica em um próprio FTP da Novell, assim facilitando a atualização e instalação de programas para os usuários finais.
A partir da versão 10 (SUSE Linux 10.0), o projeto openSUSE Project começa a ganhar proporções maiores, na versão 10.2 ao invés de SUSE Linux, o projeto é renomeado para openSUSE, que continua com esse nome até hoje.

Geeko (mascote do SUSE)

Geeko (mascote do SUSE)

$> Atualmente:
Atualmente o openSUSE é uma das distros mais conhecidas e mais usadas, e classificada com dificuldade mediana para usuários finais (assim como Fedora e Mandriva), por padrão é adotado o ambiente gráfico KDE, mas nada impede de você usar o GNOME, no meu caso, eu uso o XFCE. A distro é bastante usada na Alemanha (seu país de origem) e nos Estados Unidos, pois o fato da distro ser robusta e de manipulação amigável ao usuário, eles preferem muitas vezes usar o OpenSUSE do que outras distros (Linus Torvalds é um exemplo, no qual ele instalou o OpenSUSE no seu MacBook). No DistroWatch o openSUSE atualmente está em quinto colocado nos mais usados.

Wallpaper de lançamento openSUSE 12.2

Wallpaper de lançamento openSUSE 12.2

$> Novell e Microsoft:
Para muitos usuários Linux, o openSUSE é uma distro do ‘mal’ pelo fato de uma novela entre a Novell e a Microsoft. Tudo começou na década de 90, a Novell possuia uma suite de escritório completa com softwares eficazes como o WordPerfect, e a Microsoft com medo de perder mercado do seu Microsoft Office, ela não permitia a instalação de aplicativos da Novell no Windows 95. Isso virou processos, no qual ambos os lados entraram em acordo futuramente. A Microsoft percebeu que nem só de Softwares Proprietários o mundo se move, e precisava investir pesado em servidores, no caso, ela ingetou dinheiro e linhas de código no kernel Linux para a execução do Hyper-V (software de virtualização do Windows Server) em distros Linux, para firmar ‘seu lado benigno’ ela fez uma parceria com a Novell (em 2006), no qual ela compra e distribui licenças do SUSE Server pelo mundo, fazendo isso a Novell e a Microsoft hoje são parceiras, e por esse motivo, vários usuários linux tem um certo ‘desprezo’ pelo openSUSE.

Windows e Novell

Windows e Novell

$> Depoimento pessoal:
Bom gente, uso Linux há cerca de 4 anos, e uso openSUSE há uns 3 aproximadamente, no meu ponto de vista é uma distro agradável e com ótimo desempenho, não a troco por qualquer outra distro (ja usei Mandriva, Fedora, Ubuntu, Slack, Debian, etc). No começo ela pode ser meio dificil, mas tudo é uma questão de persistência e pesquisa, depois de um tempo usando, você nem sente mais a diferença de estar usando uma distro Linux.

Usuário Final

Usuário Final

$> Curiosidades:
Significado de SUSE: Software- und System-Entwicklung (a tradução seria basicamente como Desenvolvimento de Software e de Sistemas).
Há quem diga que o nome SUSE vem em homenagem ao pioneiro da computação na Alemanha, o Konrad Suze.
Significado de YaST: Yet Another Setup Tool (O YaST é uma ferramenta de gerenciamento do openSUSE, que gerencia desde sua rede, até ambiente para usuário final, impressoras, boot do sistema, etc, futuramente farei uma postagem só para o YaST).
Geeko (o Camaleão): O mascote do openSUSE é um camaleão. Alguns autores explicam essa ligação, pois esse animal se adequa em qualquer ambiente (mudando de cor), assim como é o intuito do openSUSE, se adequando para qualquer usuário.
Codinomes: Os codinomes do OpenSUSE geralmente são relacionados a coisas verdes, e começaram com a versão 11.2. Os codinomes que já foram usados são: Emerald, Teal, Celadon, Asparagus e Mantis.
Crítica: Uma vez Linus Torvalds ficou irritado com o modo de gerenciamento das distros Linux, pois elas solicitam senha de Root para coisas básicas, como configurar uma impressora, e citou o openSUSE nesse processo (pois era a distro que ele estava usando).

Logo YaST

Logo YaST

Bom gente, por hoje é só.
Abraços e até a próxima.

About Dan_Atilio

Analista e desenvolvedor de sistemas na TOTVS Oeste Paulista Bauru. Técnico em Informática pelo CTI da Unesp. Graduado em Banco de Dados pela Fatec Bauru. Entusiasta de soluções Open Source e blogueiro nas horas vagas. Autor do projeto Terminal de Informação, onde são postados tutoriais e notícias envolvendo o mundo da tecnologia.

6 respostas em “Mundo SUSE

  1. Citando um trecho do teu post “Atualmente o openSUSE é uma das distros mais conhecidas e mais usadas, e classificada com dificuldade mediana para usuários finais (assim como Fedora e Mandriva)” qual distro vc recomendaria, pela tua experiencia de 4 anos de linux, para aqueles usuarios que mal sabem mecher no proprio windows? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk ou algumas mães/tias rsrsrs

    • Grande Osvaldo… Cara as distros Linux mais simples e fáceis de se adaptar atualmente é o Ubuntu e o Linux Mint (fork do Ubuntu), mas há outros projetos também, como o Mageia (fork do Mandriva) e o Big Linux (distro brasileira que será descontinuada)… mas para recomendar, recomendo o Ubuntu… Abraços e boa sorte.

Deixe uma resposta