Análise dos Ambientes Gráficos

Análise dos Ambientes Gráficos

Olá Pessoal…

Hoje irei falar um pouco dos principais Ambiente X (Ambientes gráficos), mostrando a vantagem e desvantagem de cada um, sendo o foco no KDE, LXDE, GNOME e XFCE.


Primeiramente, o que seria um Ambiente X? Simples, é um Ambiente gráfico para Sistemas Unix-Like (como BSD, distros Linux, Solaris, etc), que basicamente permite ao usuário a manipulação do sistema operacional sem ser pelo terminal (por modo texto). Dentre os Ambientes existentes, os que mais se destacam são 4: GNOME, KDE, LXDE e XFCE. Nessa postagem, irei falar um pouco dos 4, sendo que irei mostrar as diferenças, peculiaridades, desvantagens e vantagens de cada um, ou seja, GNOME x KDE x LXDE x XFCE (GNOME versus KDE versus LXDE versus XFCE).
Para os testes efetuados, usei a distribuição openSUSE 12.2, com o processador Intel Pentium Dual de 2.20 GHz, e 4 GBs de Memória RAM.

$> Ambiente GNOME
Descrição do Ambiente: O projeto GNOME surgiu quase no final da década de 1990, que queria que usuários de outros sistemas migrassem para Sistemas Unix-Like, mas sem sofrerem ou terem muitas dificuldades. Rapidamente se tornou amado por vários usuários da comunidade Linux, até o anúncio das mudanças na versão 3.x do Ambiente Gráfico. Atualmente ainda é bastante usado, alguns usuários amam, outros detestam.
Versão Utilizada: 3.4.2
Site Oficial: gnome.org
Tempo de Inicialização: Aproximadamente 34 segundos
RAM Usada: Aproximadamente 300 MB
CPU Usada: Aproximadamente 6%
Pontos Positivos: Total integração com contas de e-Mail, mensageiros e outros programas. O GNOME 3 é muito intuitivo e fácil de se adaptar, causando conforto em usuários finais.
Pontos Negativos: O GNOME 3.x ainda é um pouco lento, e sofre com alguns BUGS que precisam ser melhorados.
Recomendado? Apenas para pessoas que não conheceram o GNOME 2.x, ou para usuários que querem usar o Linux sem sofrer tanto e ter um ambiente gráfico agradável, lembrando que não é qualquer hardware que executa esse ambiente.

Ambiente X - GNOME
Ambiente X – GNOME

$> Ambiente KDE
Descrição do Ambiente: O KDE surgiu em meados de 1996 para suprir a necessidade de um ambiente gráfico em distros Linux e sistemas Unix-Like. Com o tempo foi ganhando a confiança de usuários, e hoje é muito utilizado, além do que, o Aero (do Windows Vista / Windows 7) foi inspirado nesse Ambiente Gráfico.
Versão Utilizada: 4.8.5 Release 2
Site Oficial: kde.org
Tempo de Inicialização: Aproximadamente 24 segundos
RAM Usada: Aproximadamente 600 MB
CPU Usada: Aproximadamente 0.5%
Pontos Positivos: Totalmente personalizável sem instalação de softwares de terceiros. Ótimos efeitos gráficos (como o cubo da área de trabalho).
Pontos Negativos: Dependendo do Hardware, pode ser incrivelmente lento conforme vai abrindo processos. As vezes trava e dá alguns problemas.
Recomendado? Apenas se você gosta de efeitos gráficos e se tem um hardware que suporte esse Ambiente.

Ambiente X - KDE
Ambiente X – KDE

$> Ambiente LXDE
Descrição do Ambiente: Dentre os Ambientes que mais se destacam, o LXDE é o mais novo, e seu objetivo é proporcionar um ambiente leve para o usuário final, sem ter transtornos com travamentos e coisas do tipo.
Versão Utilizada: 0.4.6
Site Oficial: lxde.org
Tempo de Inicialização: Aproximadamente 21 segundos
RAM Usada: Aproximadamente 200 MB
CPU Usada: Aproximadamente 5%
Pontos Positivos: Extremamente leve, ao abrir um aplicativo, a execução desse aplicativo é muito rápida.
Pontos Negativos: Edição não muito aprofundada, apesar de várias opções.
Recomendado? Somente para computadores muito antigos, pois o sistema ainda é novo, e tende a melhorar muito, apesar de ser leve, a customização, ainda parece precária em alguns quesitos.

Ambiente X - LXDE
Ambiente X – LXDE

$> Ambiente XFCE
Descrição do Ambiente: O XFCE surgiu em meados da década de 90, juntamente com o KDE. Seu objetivo era mostrar a vários usuários, que não era complicado manipular sistemas Unix-Like.
Versão Utilizada: 4.10
Site Oficial: xfce.org
Tempo de Inicialização: Aproximadamente 23 segundos
RAM Usada: Aproximadamente 300 MB
CPU Usada: Aproximadamente 1%
Pontos Positivos: Totalmente personalizável e amigável ao uso.
Pontos Negativos: Sem muitos efeitos gráficos como o KDE, e se for integrar com o gerenciador Compiz + Emerald, pode sofrer um pouco até conseguir. Depois de um certo tempo, a abertura de aplicativos acaba ficando um pouco demorada.
Recomendado? Para qualquer computador, desde que, você não ligue para efeitos gráficos (como o cubo da área de trabalho, ou janelas gelatinosas).

Ambiente X - XFCE
Ambiente X – XFCE

Pessoal, de todos os ambientes mostrados, o que tive menos contato foi o LXDE, e os que mantenho mais contato é o KDE e o XFCE, o KDE gosto muito pelos efeitos gráficos e pela rapidez na execução. Já o XFCE, gosto muito por ele ser totalmente leve e customizável (para se ter a ideia da customização do XFCE, cheguei a utilizar o Ambiente XFCE, com efeitos do KDE, e com recursos, como a tela de bloqueio, do GNOME). Porém, a melhor dica é, teste os ambientes antes de utilizá-los, pois vai que você acabe gostando. Lembrando também, que há outros ambientes que não foram colocados nessa postagem.

Bom pessoal, por hoje é só.
Abraços e até a próxima.

About Dan_Atilio

Analista e desenvolvedor de sistemas. Técnico em Informática pelo CTI da Unesp. Graduado em Banco de Dados pela Fatec Bauru. Entusiasta de soluções Open Source e blogueiro nas horas vagas. Autor do projeto Terminal de Informação, onde são postados tutoriais e notícias envolvendo o mundo da tecnologia.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: