Análise OpenSUSE 12.3

Análise OpenSUSE 12.3

Olá pessoal…

Hoje irei falar um pouco do OpenSUSE 12.3 (sistema lançado na semana passada – 13/03/2013), algumas vantagens, desvantagens, será que vale a pena atualizar ou instalar…


Como muitos sabem, sou usuário do sistema do camaleão há um bom tempo, e semana passada, foi lançado o OpenSUSE 12.3. Mas quais são as grandes diferenças?

Área de Trabalho
Área de Trabalho

Além de atualizações padrão, como do KDE e de aplicativos como o Dolphin, ele trouxe algumas extensões a mais, além de ter ficado mais rápido e com mais efeitos gráficos (só testei o KDE, porém em poucos minutos é possível notar a diferença).

A versão live-cd, aumentou um pouco de tamanho, chegando próximo a 1 GB, porém com mais extensões e mais pacotes, como por exemplo, muitos tinham dificuldade em deixar o OpenSUSE em português (leia Tutorial: Alterar o idioma do OpenSUSE), mas agora, basta adicionar os repositórios padrões, atualizar o sistema e reiniciar, bem mais simples.

Alt+F2 - Executar
Alt+F2 – Executar

Quanto a instalação, o processo é semelhante aos antecessores, ou seja, escolher a região da linguagem, configurar onde será instalado, configurar usuário padrão e pronto (leia Como Fazer um Dual-Boot {Instalar OpenSUSE ao lado de Windows}).

Uma das coisas que me chamaram a atenção, foi a atualização do KDE, trazendo novos recursos gráficos, com o tema do próprio OpenSUSE 12.3, abaixo uma imagem da tela de bloqueio, como ficou:

KDE - Tela de Bloqueio
KDE – Tela de Bloqueio

Abaixo uma pequena descrição no wiki oficial do OpenSUSE (link Portal:12.3):

Retoque
openSUSE 12.3 concluiu a integração de systemd e proporciona uma melhor experiência de log do sistema com journald. O Gerenciamento de pacotes recebeu atenção especial para deixar as ferramentas gráficas trabalharem de forma mais confiável e um novo tema também traz uma experiência consistente de boot para desktop. O openSUSE mudou-se o tamanho de 1 GB para nossas Live images e a plataforma ARM fornece uma estável versao do openSUSE 12.3 para ARMv7 para esta arquitetura excitante enquanto um primeiro preview de imagens ARM 64bit também está disponível.

Polindo
Os últimos desktops trazem um polimento adicional para os usuários com muito manuseamento rápido metadados, novo gerenciamento de impressão e melhor integração do bluetooth e do KDE Plasma Desktop, GNOME Shell com suas notificações, uma melhor gestão de arquivos e conta também com a integração para o MS Exchange.

Características inovadoras
openSUSE 12.3 traz novas tecnologias para usuários como a inclusão de PostgreSQL 9.2 que vem com suporte nativo JSON (estilo NoSQL). O MariaDB tornou-se o padrão ao invés do MySQL. Esta é a primeira versão do openSUSE com OpenStack um completo “Folsom” para os fãs de nuvem e esta estreiando o lançamento do E17 como desktop e gerenciadores de janelas impressionantes.

Avançando
openSUSE avança com a inclusão de aplicativos atualizados. DigiKam 3.0 vem com capacidades muito expandidos para processamento em lote de imagens e novos filtros e melhorias com plugins; as principais aplicações PIM receberam atualizações com a evolução, uma pasta de pesquisa automaticamente atualizada e verificação ortográfica, um filtro rápido do Kontact pesquisa os conteúdos de e-mail e tem um editor melhorado. As ferramentas de desenvolvimento como o KDevelop, MonoDevelop e Valgrind tem apoio Android preliminar; bibliotecas de desenvolvimento, como GTK3 e plataforma de desenvolvimento do KDE estão incluídos com o novo lançamento. Esta versão também traz suporte adequado a UEFI para hardware x86_64 e experimental suporte para hardware Secure Boot habilitado. “

Finalizando, acho que a única coisa que não gostei tanto, foi a inicialização, que a do OpenSUSE 12.2, acho bem mais ‘bonita’ do que a atual, porém é uma questão de gosto pessoal. Abaixo uma pequena revisão:

# Prós:
-> Mais efeitos disponíveis no KDE e novos recursos no sistema;
-> Sistema mais limpo e ‘bonito’ comparado ao anterior;
-> Tela de bloqueio muito limpa e bonita.

# Contras:
-> A inicialização não é tão bonita quanto ao antecessor (12.2).

Para quem estiver interessado em fazer o download, basta clicar aqui, e escolher a versão de download, se é live cd (kde ou gnome), ou o dvd completo e a arquitetura (32 bits ou 64 bits).

KDE - OpenSUSE 12.3
KDE – OpenSUSE 12.3

Bom pessoal, por hoje é só.
Abraços e até a próxima.

About Dan_Atilio

Analista e desenvolvedor de sistemas. Técnico em Informática pelo CTI da Unesp. Graduado em Banco de Dados pela Fatec Bauru. Entusiasta de soluções Open Source e blogueiro nas horas vagas. Autor do projeto Terminal de Informação, onde são postados tutoriais e notícias envolvendo o mundo da tecnologia.

14 thoughts on “Análise OpenSUSE 12.3

  1. Grande Daniel e seu Camaleazinho rsrs

    Estou com receio de mudar para opensuse rsrs acostumei com comando com apt-get (sou preguiçoso) rsrs
    O suse nao é tao voltado assim para iniciantes, ne?
    acho que o linuxmint kde por enqnto ta sendo a distro mais voltada pra noobs como eu rsrs… mas se vc achar um meio de personalizar a distro suse para que ja saia com pt-br todo instalado e configurado e umas alteraçõezinhas leves… tirar um ou outro programa, adicionar um ou outros… coisinhas assim, para nao ter que fazer estes procedimentos sempre que for instalar em um novo computador… (é… sou preguiçoso rsrs)

    quero incentivar pessoas a usar linux, mas queria ter uma distro ja prontinha, ja em portugues, ja com todos os programinhas que a maioria de usuarios basicos usam… um koloupaint, vlc, skype, playonlinux, wine, um gravador de desktop, um para baixar videos e/ou mp3 do youtube (as vezes os sites falham), um teamviewer8 ja instalado e ja com atalho nos favoritos (pro povim achar mais rapido), um programinha pra facilitar a vida na hora de formatar pendrive, fazer o menu abrir apertando a tecla super rsrs, essas coisinhas rsrs ja achei uma porrada de tutorias prometendo isso, mas ate agora nada… remasterystem nao sei o que…. ubuntu builder… nada deu certinho aki… ta tenso.

    e belas screenshot e post, abraços

    1. Grande Osvaldo, rs…
      O OpenSUSE é voltado para usuários intermediários e avançados, porém a cada versão que passa, ele vai ficando mais fácil, no 12.3, ficou muito fácil encontrar pacotes, colocar em português, etc…
      Quanto a fazer um sistema personalizado, já estou preparando o post, e tem como fazer o openSUSE ficar totalmente personalizado, acho que irei postar daqui umas duas semanas +-…
      Obrigado pela força e apoio de sempre, qualquer dúvida, tamo ai, rs…
      Abraços.

      1. vc diz aqui “e tem como fazer o openSUSE ficar totalmente personalizado,”, mas é personalizar e criar uma iso dele para instalar em outros computadores ne? ja todo bunitim? ne? 😀

        1. Isso mesmo, até mudar o ambiente gráfico (XFCE, GNOME, KDE, etc), os pacotes, e montar uma isso com o SUSE Studio, mas semana que vem, eu pretendo postar um tutorial de como usar, e como fazer o mesmo com Ubuntu (derivados) e Fedora (derivados)…
          Abraços Osvaldo XD.

  2. e aí daniel ja comprou algo da loja do openSUSE?
    http://shop.opensuse.org/index-us.html
    rsrs
    vou comprar uma sombrinha ou uma caneca assim que minha muie deixar kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk (pq roupas nao cabem muito em mim… 2 metros dificil rsrs)

    uma outra coisa, decidi mudar pro opensuse. só para fazer um teste atualizei o kubuntu 12.10 pro 13.04 e deu pau num tal de kwin rsrs vou mudar por isso e por outros xD

    1. Grande Osvaldo,
      Cara não cheguei a comprar, ainda quero comprar uma camisa, mas só daqui um bom tempo. E claro que a muié tem que deixar cara, é o mundo de Sistemas, rs…
      O Kwin é o gerenciador de janelas do KDE, se deu algum paul nisso, deve ser conflito de pacotes.
      Abraços.

      1. vou te contar a historia rsrs

        eu tava de boa aí apareceu a opção de baixar as atualização fazer um upgrade, entao eu aceitei tudo e fiz, acabando reiniciei, aí quando eu abria um programa qualquer, até mesmo o dolphin, dava um erro que ficava se repetindo, aí sumia barra de titulos das janelas, e a barra de tarefas. entao crei outro usuario com o nome Aurélio, e nele nao dava o erro, mas nao funcionava sudo… entao vi as configurações do usuario antigo Osvaldo e deixei iguais as do Aurélio. agora ta normal, só nao uso o usuario Osvaldo antigo. só Aurélio o novo. e funciona o sudo.
        mas vou mudar pro suse xD

        1. Caramba Osvaldo, provavelmente então, alguma coisa do serviço do KWin foi afetada somente no usuário antigo.
          Que estranho hein.
          Abraços.

  3. Daniel até tentei umas soluções, mas tudo inutil, a nao ser a criação do outro usuario, deletei a pasta .kde do usuario osvaldo. mas aí deu foi um outro erro rsrs tenso, nem fazia login, nao iniciava o x (eu acho que é assim que fala qndo nao inicia o ambiente grafico rsrs faz tempo que li rsrs)

    mas vou mudar pro .rpm mesmo rsrs e já to lendo teus posts sobre o suse, e vou ler o do susestudio

    1. Opa… Que coisa hein Osvaldo, fazia tempo que não via um erro tão grotesco assim, o último que vi, foi no próprio KDE para OpenSUSE, era um erro na inicialização, mas eu resolvi comentando algumas coisas no script de inicialização do KDE, mas nunca mais vi esse erro…
      Boa sorte no mundo do camaleão.
      Abraços.

  4. Olá Daniel. Eu já flertei com algumas distros por aí e posso dizer que com poucas eu tive um relacionamento estável (sou um cara difícil). Queria saber se o OpenSuse é uma amante em potencial… Enfim, sobre o zypper, ele tem a função “autoremove” como o apt-get e o yum?

    1. Grande Thiago, tudo joia?
      Rs… quanto ao flerte, eu sempre flertei com openSUSE, desde quando deixei o Mandriva… Mas vamos lá, quanto ao zypper, desde do openSUSE 11.3 há pedidos e fóruns solicitando a Novell a função autoremove, porém, ainda não há no zypper essa função, há não ser que você instale outro gerenciador (como o aptitude – apt-get), mas talvez é uma questão de tempo até criarem.
      Espero ter esclarecido.
      Abraços e boa semana.

  5. Pra lembrar, o maior contra que eu vejo non suze, eh a frsutraçao de configuarar o wireless. Muito tempo perdido em muitos tutoriais, nenhum facil ou simples para ususarios basicos, nem mesmo medios. Outra coisa é o copiar e colar no terminal. nao consegui, pelo menos no meu. Nem com ctrl+shift+p, nem com mouse. Entao, sempre tive curiosidade de testar a distro, adoro o camaleazinho, mas alem de concordar que o mint ta sendo uma distro muito muito friednly, ainda prefiro o fedora se se fosse pra escolher entre o suze.
    Abs.

    1. Bom dia Helena,

      Primeiramente, obrigado pela contribuição.
      Então, nunca tive problemas com o Wireless do OpenSUSE, sempre instalei o live-cd, e sempre reconheceu normalmente, só tive que configurar o KWallet.
      Quanto ao copiar é colar, é simples, utilize o Ctrl+Shift+C, para copiar, e o Ctrl+Shift+V, para colar.
      O Fedora é uma ótima distro, já tive oportunidades de testar, mas há quatro anos, quando comecei a utilizar o OpenSUSE, eu tinha testado o Fedora, o Mandriva, o Ubuntu, dentre outros, mas optei pelo Camaleão, e hoje me dou super bem com ele ^^…

      Abração e mais uma vez muito obrigado. Tenha uma ótima semana.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: