Criando um Linux personalizado

Criando um Linux personalizado

Olá pessoal…

Conforme pedidos de alguns usuários (salve Osvaldo e Felipe), irei mostrar como criar uma distro Linux personalizada baseada em Ubuntu e OpenSUSE.


Nesse post pessoal, será mostrado o uso do Ubuntu-Builder (que é possível usar em distros derivadas e no próprio Ubuntu), e o SUSE Studio (baseado no OpenSUSE), serviço gratuito online que gera uma .iso personalizada, lembrando que há outros softwares que não cheguei a testar como Remastersys (qualquer Linux) e Fedora Revisor (distros derivadas e no próprio Fedora).



#> Ubuntu-Builder:

O Ubuntu-Builder é bem simples, basicamente ele cria uma configuração padrão e gera uma .iso de um Ubuntu, fácil assim. Li em algumas referências que há suporte para o Linux Mint, mas não testei. Para instalar, adicione o repositório Muriana – Ubuntu-Builder, e depois atualize o sistema e instale, como os comandos abaixo:

> sudo add-apt-repository ppa:f-muriana/ubuntu-builder
> sudo apt-get update
> sudo apt-get install ubuntu-builder

Ao executar o aplicativo, basta clicar em Configurações para iniciar o processo de criação da .iso. Lembrando que usei a opção de uma .iso já existente (uma .iso ‘virgem’ do Ubuntu 12.10).

Ubuntu-Builder - Tela Principal
Ubuntu-Builder – Tela Principal

Então será carregado um terminal e a imagem .iso será carregada para edição.

Tela de Carregamento
Tela de Carregamento

A próxima tela, será de definições da distro, como Nome, Usuário e versão.

Setando informações da Distro
Setando informações da Distro

Será então solicitado, um ambiente gráfico para a distro criada, o Ubuntu usa o padrão GNOME, conforme realçado abaixo. Mas se quiser alterar, pode testar.

Escolhendo o ambiente gráfico padrão
Escolhendo o ambiente gráfico padrão

Prosseguindo, você consegue selecionar pacotes DEB para instalação, porém tive um problema aqui, o Skype não foi instalado na versão final, e vemos que o software, acaba duplicando alguns aplicativos .deb.

Selecionando pacotes extras que serão instalados
Selecionando pacotes extras que serão instalados

Adicionar comandos que serão executados na distro, como adição de repositórios ou aplicativos.

Comandos extras que serão executados
Comandos extras que serão executados

Será carregado alguns módulos para abrir o Synaptic (gerenciador de aplicativos).

Carregamento dos módulos para instalação de pacotes extra
Carregamento dos módulos para instalação de pacotes extra

Ao abrir, você consegue selecionar os apps que deseja que esteja na distro, no meu caso, adicionei o VirtualBox.

Selecionando pacotes para serem instalados
Selecionando pacotes para serem instalados

Será mostrada uma tela de resumo da geração do sistema.

Revisão do Processo
Revisão do Processo

Confirme o processo.

Mensagem para finalizar o processamento da criação da Distro
Mensagem para finalizar o processamento da criação da Distro

Agora é só aguardar a geração da .iso (processo pode demorar um pouco).

Processamento final para geração da distro
Processamento final para geração da distro

Quando finalizado, será mostrado uma mensagem dizendo que foi gerado com sucesso.

Mensagem afirmando que a geração foi concluída com sucesso
Mensagem afirmando que a geração foi concluída com sucesso

Indo ao diretório ‘/home/ubuntu-builder’, notamos a imagem .iso gerada lá.

Diretório com a imagem .iso criada
Diretório com a imagem .iso criada

Abaixo um print da tela inicial do Ubuntu sendo executado.

Ubuntu sendo executado
Ubuntu sendo executado


#> SUSE Studio:

Primeiramente, acesse SUSE Studio, será mostrada uma tela de apresentação, semelhante abaixo:

SUSE Studio - Tela Inicial
SUSE Studio – Tela Inicial

Então crie uma conta, ou faça login utilizando um dos serviços possíveis (como GMail, Twitter ou Facebook), eu optei por criar uma conta na Novell, que é mantenedora do SUSE.

SUSE Studio - Fazer Login
SUSE Studio – Fazer Login

Após logar, é possível baixar uma distro customizada pela comunidade do próprio site, ou criar sua distro com alguns moldes, abaixo um exemplo, eu selecionei o Just Enough OS (JeOS), ou seja, o sistema vem totalmente zerado, até sem ambiente gráfico, mas você pode selecionar o molde do desktop KDE ou GNOME.

SUSE Studio - Escolhendo molde para a Distro
SUSE Studio – Escolhendo molde para a Distro

Será mostrada uma tela com abas, a primeira, você consegue editar por exemplo, o nome da distro.

SUSE Studio - Definindo um nome para a distro
SUSE Studio – Definindo um nome para a distro

Na segunda guia (Software) você consegue adicionar pacotes, repositórios, códigos fontes, pacotes rpm (sources), como por exemplo Skype e TeamViewer.

SUSE Studio - Escolhendo Pacotes
SUSE Studio – Escolhendo Pacotes

Na aba Configuration, você consegue setar informações gerais, até scripts e comandos iniciados com a distro.

SUSE Studio - Configurações Gerais
SUSE Studio – Configurações Gerais

Na sub-aba Personalize, você consegue alterar o logo da distro e o background de inicialização e carregamento.

SUSE Studio - Ícone do Sistema e fundo da distro
SUSE Studio – Ícone do Sistema e fundo da distro

Na última guia, a guia Build, você constrói a imagem iso da distro, coloque o código da versão, e o formato default, no meu caso usei .iso.

SUSE Studio - Gerando a .iso
SUSE Studio – Gerando a .iso

Depois de carregado, será mostrado a tela abaixo, onde é possível fazer o download da distro ou fazer um testdrive (testar via navegador, porém tem que configurar firewall e outros plugins no sistema que estiver executando o navegador).

SUSE Studio - .iso Pronta
SUSE Studio – .iso Pronta

Abaixo um print do sistema gerado, na tela de boot.

SUSE Studio - Tela Inicial
SUSE Studio – Tela Inicial


Obs.: Antes de instalar, crie uma máquina virtual (VirtualBox, VM Ware, etc), e teste a imagem .iso, veja coisas que devem ser alteradas.

Bom pessoal, por hoje é só.
Abraços e até a próxima.

About Dan_Atilio

Analista e desenvolvedor de sistemas. Técnico em Informática pelo CTI da Unesp. Graduado em Banco de Dados pela Fatec Bauru. Entusiasta de soluções Open Source e blogueiro nas horas vagas. Autor do projeto Terminal de Informação, onde são postados tutoriais e notícias envolvendo o mundo da tecnologia.

6 thoughts on “Criando um Linux personalizado

    1. Provavelmente sim…
      O projeto Ubuntu-Builder, se eu não me engano, começou na versão 10.x, e continua até hoje, testei na 12.10, mas provavelmente funciona sim.
      Obrigado pelo acesso.
      Abraços e bom fim de semana.

  1. Seria possivel personalizar a ISO de uma mini distro como a “Tiny Core Linux” por ex.; com codecs multimidia; Mozilla Firefox e no máximo o VLC Player; tendo determinado site como página principal do navegador? É pra aproveitar um desktop sem h.d.; que será usado por uma criança de 5 anos; a página principal de navegador seria “friv.com”(site de jogos infantis online) e tendo o sistema assim personalizado num pendrive tornaria o desktop inutilizado sem esse pendrive; impondo limite de uso do p.c. pela criança… se puder ajudar com qualquer informação fico muito agradecido! =]

    1. Bom dia Anderson,
      É possível sim, eu tinha um pendrive com o Slitaz Linux, e com o Firefox mais atualizado.
      Dependendo da distro, você terá que instalá-la em um pendrive, e em algum diretório ou partição da memória, instale os aplicativos.
      Espero ter ajudado.
      Abraços e boa semana.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: