Por que a Sony não tem os direitos do Crash Bandicoot?

Por que a Sony não tem os direitos do Crash Bandicoot?

Salve salve pessoal…

Se a Sony é dona da Naughty Dog, que desenvolveu os primeiros games do Crash, por que ela não possui os direitos do personagem e sim a Activision?

Para responder essa pergunta, precisamos voltar no tempo, mais precisamente em 1994. A Naughty Dog fez uma parceria com a Universal Interactive Studios para o desenvolvimento de um jogo totalmente em 3D (onde trabalhariam com Mark Cerny – Marble Madness e Sonic 2).

Jason Rubin e Andy Gavin ao estudarem os grandes fliperamas da época (como Ridge Racer, Virtua Racing, Virtua Fighter, etc), perceberam que os games que exploravam o ambiente 3D eram em sua maioria do gênero de Corrida, Tiro e o de Luta (em ascensão), eles então pensaram em criar um game de plataforma aproveitando essa oportunidade com a parceria com a Universal Studios.

Hoje pode não parecer, mas em no começo da década de 90, esse gráfico era referência
Hoje pode não parecer, mas em no começo da década de 90, esse gráfico era referência

Eles deram o nome ao projeto de “Sonic’s Ass” game, pois pensaram em como seria a mecânica do jogo, e o jogador passaria a maior parte do tempo vendo as costas do personagem. Após a definição do tipo de jogo, surgiu a pergunta, para qual plataforma lançar? Eles optaram pelo Playstation, por causa da facilidade na modelagem 3D e a plataforma ainda não possuía um mascote.

Primeiros esboços do Crash
Primeiros esboços do Crash

Crash se tornou um projeto ambicioso, sendo que até mesmo os desenvolvedores burlaram algumas restrições da biblioteca nativa do Playstation, essa é uma das afirmações de Jason:
“Andy e Dave quebraram muitas regras. Em primeiro lugar, eles não seguiram as restrições de biblioteca da PlayStation. Outros desenvolvedores muitas vezes se queixaram de que o Crash estava usando algum tipo de biblioteca secreta da Sony. Esse é exatamente o oposto da verdade. A verdade é que o Crash usou o mínimo possível da biblioteca da Sony e os programadores basicamente piratearam tudo diretamente para o hardware.

Sério, olhem o gráfico do Crash 2, que lindeza
Sério, olhem o gráfico do Crash 2, que lindeza

Anos depois, a Sony tentou criar um jogo chamado Jalapeno Harry para competir com Crash. Não, não estou inventando isso. Além do nome falhar, a equipe interna em San Francisco também não conseguiu criar os mundos complexos e personagens que criamos no Crash. Deixe-me repetir – uma equipe interna da Sony não pôde criar Crash. Deixe os rumores de “informação privilegiada” descansar para sempre.”

Ou seja, a Naughty Dog havia conseguido, o que a Sony não conseguiu.

A dancinha do Crash
A dancinha do Crash

Porém, vocês lembram que falei que a Naughty Dog fez uma parceria com a Universal, pois bem, basicamente a Universal encomendou o projeto para a Naughty Dog, e o que fosse desenvolvido pertenceria a Universal (similar ao que houve com o Spyro) e em 2000 é lançado o primeiro game sem a mão da sua criadora (após a trilogia original e o Crash Team Racing), o Crash Bash (uma cópia estranha do Mario Party) desenvolvido pela Eurocom.

Em 2001 aconteceram duas coisas que definiriam o resto da vida do marsupial, a primeira foi que a Sony comprou a Naughty Dog, e a segunda foi que o contrato entre a Universal e Sony havia terminado com o lançamento do Crash Bash, a partir disso, a Universal quis vender o personagem para tudo quanto fosse plataforma, lançando games para Nintendo, Microsoft e a própria Sony.

Não sei se é preconceito meu, mas esse Crash Bash é bem, bem estranho rs
Não sei se é preconceito meu, mas esse Crash Bash é bem, bem estranho rs

Em 2003, a Universal se fundiu a Vivendi e se tornou Vivendi Universal Games e depois foi comprada pela Activision em 2008 (que a partir de então, só iria sair um novo game dele em 2017).

No começo ainda saíram games razoáveis, mas depois o Crash foi perdendo sua identidade (nos últimos games, ele nem estava mais parecendo o mesmo crash escrachado e marsupial, parecia um cachorro rs), sendo que nos últimos ele já não se parecia mais com o original. Com o lançamento da trilogia refeita, torço para que os novos games mantenham a alta qualidade dos antigos games do primeiro Playstation.

A evolução do Crash Bandicoot
A evolução do Crash Bandicoot

Então para resumir, o porque da Sony não ter os direitos, é que a Universal encomendou um projeto para a Naughty Dog desenvolver (que acabou sendo a criação do Crash Bandicoot), mas os direitos de produção seriam da Universal, depois a Universal se fundiu com a Vivendi que foi comprada pela Activision. A Sony por sua vez comprou a Naughty Dog, mas os direitos do personagem eram da Universal, que causou essa salada toda.

Fontes:
http://all-things-andy-gavin.com/2011/02/02/making-crash-bandicoot-part-1/
https://nowloading.co/p/history-crash-bandicoot-ps1-present/4077262
http://www.ign.com/articles/2016/12/19/great-decision-to-sell-naughty-dog-to-sony-says-co-founder-a-ign-unfiltered
http://www.playstationlifestyle.net/2017/06/30/crash-bandicoot-history-through-the-years-a-retrospective/#/slide/1

Sugestão feita pelo Fernando Sauer. Se tiver sugestões de postagens e artigos sobre games, por favor, entre em contato.

Bom pessoal, por hoje é só.
Um grande abraço e até a próxima.

About Dan_Atilio

Analista e desenvolvedor de sistemas. Técnico em Informática pelo CTI da Unesp. Graduado em Banco de Dados pela Fatec Bauru. Entusiasta de soluções Open Source e blogueiro nas horas vagas. Autor do projeto Terminal de Informação, onde são postados tutoriais e notícias envolvendo o mundo da tecnologia.

4 comentários em “Por que a Sony não tem os direitos do Crash Bandicoot?

  1. Caraca, eu não fazia ideia desse rolo todo e quem acaba perdendo é o próprio crash. Por mais que eu tenha gostado dos últimos que saíram, nada como a trilogia original + o team racing.
    Muito bom esse post, bem completo, bem explicado e claro, top demais.
    Continue assim Daniboy, tmj!

  2. Nossa, show a história, só tinha o conhecimento de que a sony não tinha mais os direitos do Crash, mas vamos torcer que daqui pra frente com esse remaster e agora que será multi plataforma ele volte a ter a mesma força que tinha no seu começo de vida. Excelente a forma como contou toda a história Dani!
    Parabéns mesmo pelo post, aguardando os próximos, e top essa ideia de trazer conteúdos gamers.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: