Como surgiu o Super Mario?

Como surgiu o Super Mario?

Salve salve pessoal…

Você conhece o Mario? Acho que essa é uma das perguntas mais clássicas dos alunos de 5ª série, mas parando para pensar, você realmente conhece a origem do Super Mario?

Com o advento da tecnologia, várias empresas começaram a produzir fliperamas, e a Nintendo para não ficar de fora da “crista da onda”, também decidiu fazer games, ela apostou todas as suas fichas em um game chamado Radar Scope, que bebia muito da fonte de Space Invaders, onde você controlava um pequeno navio e teria de exterminar as raças alienígenas.

Radar Scope, tentativa da Nintendo nos arcades
Radar Scope, tentativa da Nintendo nos arcades

No lançamento do game em 1979, ele fez até considerável sucesso no Japão, pois era um game que também trazia algumas novidades, como a imersão do jogadores com os alienígenas chegando de uma perspectiva diferente, não apenas descendo da tela, mas parecendo que eles ficavam mais perto conforme iam se aproximando. Por causa desse considerável sucesso, a administração japonesa viu a chance da Nintendo se tornar uma marca mundial, e abrindo um escritório nos Estados Unidos, eles fabricaram várias unidades de Radar Scope e enviaram para a terra do Tio Sam.

O problema é que apesar de se parecer com o famoso Space Invaders, Radar Scope não conseguiu atingir o sucesso esperado, assim causando prejuízos para a Nintendo e deixando vários fliperamas encostados sem utilização. Para agravar um pouco a situação, enquanto outras empresas como Namco (Pac Man) e Konami (Frogger) licenciavam seus games para empresas americanas lançarem os fliperamas no ocidente, a Nintendo quis fazer tudo sozinha (venda, distribuição, etc), se ela tivesse êxito, seria uma sacada genial, mas sabemos que não foi isso que aconteceu, não ainda.

Fliperamas da década de 80
Fliperamas da década de 80

No final das contas, apenas 1º terço do estoque de Radar Scope havia encontrado compradores, e o resto estava ocupando espaço e a cada dia gerando mais prejuízo para a Big N. Então surge uma missão do falecido Hiroshi Yamauchi, ele pediu para Shigeru Miyamoto criar um jogo que pudesse ser programado e colocado dentro dos chips do Radar Scope no lugar do jogo original, caso o novo jogo não fizesse sucesso, a Nintendo provavelmente desistiria do mercado de games.

Hiroshi Yamauchi
Hiroshi Yamauchi

A Nintendo no começo, tinha planos para um jogo do Popeye, onde o marinheiro iria salvar a Olivia Palito das mãos do Brutus, enquanto ele passaria por obstáculos, porém não conseguiu a licença para a produção, deixando tudo nas mãos da equipe criar (ela só foi lançar um jogo do marinheiro Popeye em 1982 depois do sucesso de Donkey Kong).

Miyamoto gostaria de criar um game, em que os jogadores pudessem reconhecer o herói, que ele fosse um humano, não simplesmente um desenho na tela, como um sapo (Frogger), uma pastilha comedora (Pac Man) ou naves. Para isso começou a desenhar um homem, criou um macacão com cores combinando, mas surgiram alguns problemas de reconhecimento do personagem devido as limitações da época.

Shigeru Miyamoto e seu grande personagem, Mario
Shigeru Miyamoto e seu grande personagem, Mario

O cabelo marrom não ficaria bem com o fundo preto, qual seria a solução? Criar um boné vermelho.

E a boca, como demonstrar uma boca de um personagem? Para tentar resolver isso, criaram um bigode, mas para ressaltar que era um bigode, criaram um nariz grande. Nascia assim a aparência de um dos ícones mais conhecidos do mundo dos games. Seu nome? Ele não tinha um nome, simplesmente era o Jumpman (homem saltador).

Esboços do jogo Donkey Kong
Esboços do jogo Donkey Kong

O jogo em si consistia num Gorila bobo, que pega uma moça chamada Pauline (que até então era a paixonite do Mario) e o herói Jumpman tem que resgatá-la.

Agora lembram-se que falei da sacada genial da Nintendo? Pois bem, Donkey Kong foi um sucesso por todo o canto onde foi lançado, dando lucros para a Nintendo, ganhando sequências, e abrindo a porta para o game Mario Bros e futuramente para o mercado de consoles.

O jogo fez tanto sucesso, que atraiu olhares da Universal City Studios que processou a Nintendo alegando plágio do personagem King Kong, porém ela não conseguiu convencer e acabou perdendo para a Big N no tribunal.

Donkey Kong, sucesso dos fliperamas
Donkey Kong, sucesso dos fliperamas

Mas de onde veio o nome Mario? Lembram-se que falei que a Big N veio pros states? Chegando aqui, quem alugou o lugar para eles era um senhor chamado Mario Segale, e Minoru Arakawa (genro do Hiroshi Yamauchi) e fundador da Nintendo Of America, notou uma semelhança entre os dois, e começou a chamar o bonequinho do Jumpman de Mario, logo o nome pegou.

Mario Segale, suposta inspiração para o nome do bigodudo
Mario Segale, suposta inspiração para o nome do bigodudo

A Nintendo então cria uma história para ele, sendo que ele é um encanador italiano e tem um irmão, o Luigi, e com essa premissa nasce o game Mario Bros, porém como Bros é “Irmãos” em inglês, a tradução ao pé da letra, seria Os Irmãos Mario, ou seja, o nome do Mario é Mario Mario, e o do Luigi é Luigi Mario, com o tempo o próprio Miyamoto disse que o nome do Mario realmente é Mario Mario.

Mario confuso
Mario confuso

Depois foi só sucesso atrás de sucesso, a série Super Mario Bros (até o 2 Americano, que simplesmente troca os personagens de Doku Doku Panic), Super Mario World, vários games spinoff (como Mario Kart, Mario Paint), etc.

A evolução do Mario
A evolução do Mario

Mas ainda faltava algo, a voz do personagem! A Nintendo durante a década de 90, estava montando um sistema interativo, chamado Mario In Real Time, esse sistema consistia em uma tela onde o nosso querido italiano conversava com o público. O dublador Charles Martinet, vendo um anúncio que precisavam de dubladores se candidatou a vaga.

Mario in Real Time em 1992
Mario in Real Time em 1992

Mas Martinet não conhecia o Mario, e falaram para ele apenas interpretar um Encanador Italiano, e que seria para um público infantil, e qual foi o resultado? Ele agradou a todos com frases simples com sotaque italiano, e falando coisas italianas como ravióli e pizza. Inclusive ele também dubla outros personagens da Nintendo, como Luigi e Wario.

Charles Martinet, dublador do bigodudo
Charles Martinet, dublador do bigodudo

Imagina você ligando o Nintendo 64 com o Super Mario 64 e ouvindo a frase “It’s-a me Mario” com outra dublagem? Fica até estranho imaginar.

It's-a me Mario
It’s-a me Mario

Para completar a história, lembram-se da Pauline? Apesar de pequenas aparições na série Mario Vs Donkey Kong, ela nunca mais foi vista em um jogo grande do bigodudo, porém recentemente, ela apareceu no Super Mario Odyssey.

Pauline no Super Mario Odyssey
Pauline no Super Mario Odyssey

Ou seja, se não fosse o fracasso do Radar Scope, a Nintendo não conseguir os direitos do Popeye, e o jogo Donkey Kong não tivesse feito sucesso, talvez não teríamos o nosso querido Mario.

Fontes:
http://www.techtudo.com.br/noticias/noticia/2014/09/super-mario-veja-maiores-curiosidades-sobre-famosa-franquia.html
http://www.oplayer2.com.br/criador-de-super-mario-explica-como-surgiu-a-ideia-de-mario-ficar-pequeno/
http://www.usgamer.net/articles/35-years-ago-nintendo-had-its-first-brush-with-video-game-disaster
http://www.classicgaming.cc/classics/donkey-kong/history
http://gamereporter.uol.com.br/do-leitor-voce-conhece-o-mario-segale/
http://www.memoriabit.com.br/game/donkey-kong-arcade/
http://nintendoeverything.com/miyamoto-says-marios-full-name-is-mario-mario/
https://www.mariowiki.com/Mario_in_Real_Time

Sugestão feita pelo Vinicius Saab. Se tiver sugestões de postagens e artigos sobre games, por favor, entre em contato.

Bom pessoal, por hoje é só.
Abraços e até a próxima.

About Dan_Atilio

Analista e desenvolvedor de sistemas. Técnico em Informática pelo CTI da Unesp. Graduado em Banco de Dados pela Fatec Bauru. Entusiasta de soluções Open Source e blogueiro nas horas vagas. Autor do projeto Terminal de Informação, onde são postados tutoriais e notícias envolvendo o mundo da tecnologia.

6 comentários em “Como surgiu o Super Mario?

  1. Caramba, interessante mesmo, não conhecia nada sobre a história no Mario, muito menos que tinha surgido dos fliperamas. Ótimo post Daniel, bacana mesmo conhecer a história desse ícone dos console. Show mesmo, continua assim que ta fera esses conteúdo gamer de sexta.
    Abração!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: