Conheça Tim Langdell, um picareta que afetou o mercado de games

Conheça Tim Langdell, um picareta que afetou o mercado de games

Salve salve pessoal…

Vocês sabiam que o jogo Soul Edge mudou de nome por causa de um homem e a sua empresa? E que esse cara causou muita dor de cabeça para developers e publishers?

Tudo começou em 1990, quando Tim Langdell fundou a empresa Edge Games, que incorporou a sua antiga empresa Softek Software, todos achavam que ele continuaria com o desenvolvimento de jogos, mas o seu plano era outro, ele registrou várias marcas com o nome “Edge” (em português significa borda, beira, etc), e tudo que vinha no seu caminho ele processava e ia atrás fervorosamente, sendo que a própria Edge Games não desenvolveu nenhum jogo desde 1994 a 2009, e vivia do dinheiro dos processos envolvidos.

Tim Langdell
Tim Langdell

Um dos casos mais estranhos do mundo dos games, foi a mudança de nome da franquia de lutas de espada Soul Edge, o game foi lançado no Japão com esse nome, mas a Namco com medo de levar um processo no resto do mundo, renomeou o seu lançamento norte americano e europeu para Soul Blade, e nas suas continuações usou o nome Soul Calibur.

Na esquerda a capa japonesa (Soul Edge), e na direita a capa americana (Soul Blade)
Na esquerda a capa japonesa (Soul Edge), e na direita a capa americana (Soul Blade)

Langdell quando via uma brecha, ele fazia de tudo para ir atrás e processar, mas essa marca era muito abrangente, e ele processava tudo que envolvia o mundo dos games ou entretenimento, até ele encontrar algumas pedras no caminho…

Eis que ele mirou na Mobigame, que desenvolveu um jogo para iPhone, chamado “Edge”, logo Langdell entrou em contato e ameaçou eles, dando duas soluções para o caso, a primeira era a exigência de 25% de tudo o que o jogo já tinha faturado sobe o nome “Edge” caso eles mudassem o nome do game, e a segunda era de que, se licenciassem com eles esse nome, deveria ser dado 10% de qualquer venda do jogo (para sempre!), e na tela de título deveria conter uma frase de homenagem e um logo da Edge Games.

Jogo Edge feito pela Mobygame
Jogo Edge feito pela Mobygame

A princípio a Apple Store removeu o jogo de sua loja, em seguida a Mobigame renomeou o jogo para “Edge by Mobigame”, porém em pouco tempo já estava fora do ar, e por fim tentaram o nome “Edgy”, mas a desenvolvedora sem muitos recursos, acabou desistindo com medo das chantagens de Langdell, e esperou na justiça.

Ao mesmo tempo, ocorria um outro processo com uma empresa “pequena” sabe, a EA Games, com seu Mirror’s Edge. Langdell ameaçou a EA conforme ele fazia com outras empresas, a EA então levou o processo para o tribunal, alegando que para o bem da comunidade, todas as marcas relacionadas a Edge deveriam deixar de ser vigoradas, afinal não estavam mais produzindo games, e que não estavam usando o nome para nada há não ser processar outras empresas.

Mirror's Edge da EA
Mirror’s Edge da EA

A situação foi ficando feia, tanto que a parceira mais antiga da Edge Games, a Future Publishing, editora da revista de games Edge, tentou convencer Langdell a abrir mão do processo contra a EA, que inclusive foi arquivado.

Com isso, em 2010, é avaliado a situação, sendo que o US Patent & Trademark Office (USPTO) cancelou as marcas por ordem judicial em abril de 2013, e a Edge Games não poderia mais processar quem usasse o termo Edge.

Site da Edge Games falando que estavam produzindo um jogo chamado Mirror's Edge
Site da Edge Games falando que estavam produzindo um jogo chamado Mirror’s Edge

Em 2011, a Future Publishing, decidiu romper o relacionamento com Langdell, por violação de contrato, violação de direitos autorais e a utilização do logotipo da revista Edge. Eles tinham uma parceria desde 1993, mas a criação da revista era totalmente da Future Publishing, e Langdell ao ver que seu “barco de dinheiro” estava afundando, recorre na justiça, e alegou várias coisas, uma das mais absurdas foi que o logotipo da revista foi criado por ele em 1991 (2 anos antes do lançamento da revista), e ele disponibilizou um disquete para ser analisado, mas os especialistas descobriram que o conteúdo do disquete foi criado usando o Windows 95 (que saiu bem depois de 1991 rs).

Revista EDGE, popular até os dias de hoje
Revista EDGE, popular até os dias de hoje

As polêmicas com ele não vão só em processos, em meados 2009, membros da Associação Internacional de Desenvolvedores de Jogos (IGDA) começaram a circular uma petição para remover Langdell do conselho da organização (sim ele fazia parte do conselho o.O), uma reunião chegou a ser organizada, mas antes de acontecer, Langdell renunciou ao conselho, alegando que tinha certeza que a votação seria a favor que ele permanecesse, mas que uma minoria não aceitaria o resultado e continuaria causando confusões no IGDA.

A participação dele foi encerrada em 2010, onde emitiram a nota: “… falta de integridade ou comportamento não ético, conforme determinado pelo Conselho de Administração”.

IGDA, onde Langdell também fazia parte
IGDA, onde Langdell também fazia parte

Abaixo um pequeno resumo dos processos ou envolvimentos de Langdell:

  • Bandai Namco – Na época que ainda era Namco, ela sabendo da fama de Langdell, altera o nome do jogo de Soul Edge para Soul Blade no ocidente, e nas continuações deixa como Soul Calibur
  • Cybernet Systems Corporation – Langdell alegou que o nome “Edge Of Extinction” violava a sua marca Edge, e solicitou um contrato de licença paga com ele, a empresa conseguiu lançar o game em 2001
  • EdgeGamers – Processo envolvendo a comunidade online de games EdgeGamers
  • New World Computing – Processo envolvendo Planet’s Edge
  • Marvel – Processo envolvendo Cutting Edge, Double Edge e Over the Edge
  • Sony – Processo envolvendo Playstation Edge
  • Edge Tech Corporation – Processo envolvendo o hardware The Edge
  • Mobygame – Caso que envolveu a criação do jogo mobile “Edge”, após o USPTO cancelar as marcas Edge de Langdell, jogo foi lançado novamente para o iPhone
  • Fuzzyeyes Studios – O estúdio independente estava desenvolvendo o jogo “Edge Of Twilight”, então no dia 1º de Junho de 2009, a Edge Games solicitou a marca registrada para esse nome (o jogo já estava em desenvolvimento por dois anos)
  • EA Games – Caso famoso que envolveu o jogo Mirror’s Edge, talvez por causa desse game que hoje foi cancelado as marcas de Langdell
  • Future Publishing – Editora da revista Edge, rompeu seu relacionamento com Langdell, e mesmo assim ele fez várias alegações que ele teria criado a revista, mas foi tudo em vão
  • Razer Inc. – Processo envolveu a linha de tablets Razer Edge, mas acabou em nada

Hoje Langdell não pode mais processar alguém por usar o nome Edge, mas assim como ele, devem existir outros “espertalhões” pelo mundo que tentam ganhar dinheiro dessa forma.

Referências:
kotaku.com
geek.com

Bom pessoal, por hoje é só.
Abraços e até a próxima.

About Dan_Atilio

Analista e desenvolvedor de sistemas. Técnico em Informática pelo CTI da Unesp. Graduado em Banco de Dados pela Fatec Bauru. Entusiasta de soluções Open Source e blogueiro nas horas vagas. Autor do projeto Terminal de Informação, onde são postados tutoriais e notícias envolvendo o mundo da tecnologia.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: