Crônicas de um ex Consultor – O dia que me deram uma missão impossível

Imagina ter que imprimir 4.000 DACTEs em um único fim de semana…

Existia um cliente que eu atendia aqui na região, onde eu fazia algumas coisas de TMS e de Financeiro. Uma das coisas que eu havia feito, foi a impressão da DACTE duas por folha, ficou um negocinho lindo.

Ai, em uma quarta feira, aconteceu que, um dos principais clientes dessa transportadora, precisava de 4000 DACTEs, para confrontar algumas coisas, e no padrão do Protheus e no RDMake, você pode colocar um intervalo, mas vai sair de todos os clientes.

A situação começou a ficar preta, e eis que eu precisava resolver um negócio urgente do fluxo de caixa do financeiro (segundo eles era a prioridade), então eu não poderia atender eles. Alocaram um outro analista, que nunca havia visto TMS, e falaram para eu o orientar sobre como deveria ser o desenvolvimento e o processo. Isso foi na sexta feira.

Alguém falou em incêndio?

Aconteceu jovens, que como eu imaginava, o fonte não foi finalizado, e nós fomos embora, inclusive nesse mesmo dia, esse analista respondeu mal ao cliente e eu e o Supreminho demos alguns conselhos para ele.

Acabou que no sábado, eu estava fazendo um curso para certificação Linux, e meu telefone toca de manhã, era o coordenador do projeto, perguntando se eu tinha alguma agenda para o sábado, ai disse que na verdade eu não tinha, pois fazia tempo que eu não ia no cinema com minha nega, ai ele falou da situação da transportadora, e se eu podia atender.

Conversei então com a nega, e saindo do curso, cheguei em casa, almocei e parti para o desenvolvimento. Foi criado um markbrowse com os conhecimentos de transporte, e foi adaptado a rotina de impressão para ser chamada por essa tela, gerar pdf e tudo mais.

Partiu corrigir os bugs

Aconteceu que a tela ficou pronta era quase 20h da noite, liguei para o coordenador avisando, e avisei o cliente, aí falei pra nega, vamos amanhã no Shopping então.

Ai jovens, fui para o Shopping domingo, e após o almoço, meu telefone toca novamente rs… O cliente disse que precisava fazer uns ajustes na tela, se eu podia fazer. Aí falei novamente que sim, e o cliente me prometeu uma peça de picanha.

Você disse Picanha?

Então sai do Shopping, graças a Deus a nega sempre foi compreensiva, chegando em casa, acessei o cliente e comecei a fazer as modificações solicitadas. Acabei cerca de 16h da tarde.

Eu não sabia disso, mas depois desse fim de semana, minha vida havia mudado na empresa, muitos começaram a me olhar não mais como aquele menino que começou como estagiário, mas começaram a olhar como um profissional que podia fazer atividades críticas, e dessa forma comecei a pegar cada vez mais agendas complexas.

Hoje tenho muito a agradecer pelos desafios passados, e pela experiência adquirida nessas “missões impossíveis”, que são totalmente possíveis rs… Ah e nunca vi aquela Picanha rsrs…

Esse é um artigo da coluna, Crônicas de um ex Consultor, se você gostou, deixe um comentário que irei publicar outras histórias no futuro.

Bom pessoal, por hoje é só.

Abraços e até a próxima.

Dan Atilio (Daniel Atilio)
Especialista em Engenharia de Software pela FIB. Entusiasta de soluções Open Source. E blogueiro nas horas vagas.

4 Responses

  1. Keler Silva de Melo disse:

    Que show!
    Obrigado por compartilhar sua experiência.
    Achei inspirador.
    Muito obrigado.

  2. Walmar De Freitas G disse:

    Excelente anecdota, los retos son los que nos hacen crecer como profesionales, agradeço muito compartilhar sua experiência..Obrigado.!

Deixe uma resposta