Crônicas – O dia que eu fui eleito para CIPA

Acho que foi por isso que não quis me envolver com política rs…

Na época que eu era consultor na TOTVS Bauru, existiam basicamente dois mundos na mesma empresa, as pessoas que só ficavam dentro da empresa (pessoal do administrativo), e as pessoas que eram consultores e analistas de campo.

Então, abriram a primeira eleição para CIPA (Comissão Interna de Prevenção de Acidentes), e eu com aquele espírito jovem de querer revolucionar o mundo, me candidatei para melhorar a classe trabalhadora rs…

Ah então você quer se eleger é? rsrsrs

Então jovens, eu ganhei a eleição, e fiquei muito surpreso, pois eu não achava que iria ganhar. Foram 2 eleitos e 2 escolhidos pela diretoria e a gestora do financeiro, e assim nós começamos a fazer um curso sobre a prevenção de acidentes e cuidados que devemos ter.

Inclusive na época, meu amigo Bebeto, fez uma planta da TOTVS Bauru, e nós conseguimos elaborar um mapa de risco que ficou bem legal.

Esse risco está no mapa de risco?

A partir disso começamos a nos reunir a cada x meses, se eu não me engano a cada 2 meses. E vários consultores me perguntavam sobre as mudanças, me davam ideias de melhorias, e eu passava para as reuniões, porém eu nunca fui muito persuasivo.

Até chegar no assunto de Mouse pads, eu sei que a comissão interna é para o ambiente interno da empresa, porém, na época em questão, boa parte dos funcionários trabalhavam em clientes, então eu falei na reunião que seria legal dar Mouse pads para os funcionários, até mesmo dava para levantar custos para ver quanto que ficaria, fazer um estudo interessante sobre isso, e até mesmo dava para fazer merchandising nos clientes.

Reunião da CIPA

Ai eu sai de férias… Quando voltei, meu skype começou a ter várias perguntas sobre motivos do mouse pad ser só interno, e eu fiquei tipo a Nazaré da novela da Globo, sem entender nada. Ai quando eu fui para a unidade, que percebi. Compraram mouse pad, mas para deixar nas mesas internas da empresa (claro que tinha gente que surrupiava escondido rs).

Eu fiquei muito chateado, e ainda mais pelo pessoal ter confiado e votado em mim, e eu não conseguir atender as expectativas deles. Foi aí que eu aprendi a não ficar me envolvendo em política rs…

Esse é um artigo da coluna, Crônicas, se você gostou, deixe um comentário que irei publicar outras histórias no futuro.

Bom pessoal, por hoje é só.

Abraços e até a próxima.

Dan Atilio (Daniel Atilio)
Especialista em Engenharia de Software pela FIB. Entusiasta de soluções Open Source. E blogueiro nas horas vagas.

Deixe uma resposta