Entrevista – Rafael Rubin (Analista de Sistemas na TOTVS Bauru)

Continuando nossa série de entrevistas, hoje eu converso com Rafael Rubin, mestre em Progress (Datasul).

O Rafa foi meu coordenador durante muito tempo na TOTVS Bauru, no começo eu confesso que tinha medo dele (risos), mas depois viramos bons amigos com o passar do tempo.

Inclusive chegamos a ir juntos para a antiga TOTVS Canindé participar de um treinamento de programação em MVC no Protheus. E fizemos aquela boquinha no OutBack.

Sendo um dos melhores programadores que já conheci, e um dos únicos especialistas em programação para Datasul, o bate papo de hoje é com o grande Rafael Rubin.


Daniel: Olá Rafa, primeiramente obrigado por ter aceitado o convite aqui do Terminal de Informação. Quando surgiu seu interesse pela área da computação? Sempre quis ser um programador?

Rafael: Grande Daniel, é uma honra poder falar com você. Acompanho o site desde o início, e a evolução apresentada é motivo de orgulho para mim e quem te conhece. Continue assim!

Bem, sempre tive certa facilidade com matemática e números na escola, mas acredito que o interesse na área de computação apareceu quando tive a oportunidade de um contato mais próximo. Isso aconteceu em 1998, ano em que iniciei o curso técnico em Informática no CTI da Unesp-Bauru. Com o andamento das aulas e conhecendo melhor a área, tomei gosto, e a sequência da minha vida profissional (faculdade, pós-graduação e trabalho como programador) é totalmente ligado a esse início.  Muito do que sou profissionalmente hoje devo a essa base.

Foto das antigas

Daniel: Como foi entrar em uma consultoria trabalhando o ERP Datasul? E No caso da linguagem Progress, você já a conhecia?

Rafael: Posso dizer que foi algo que não imaginava a proporção que iria tomar. Ainda no curso técnico, comecei a trabalhar como programador Delphi, aproveitando o conhecimento que havia adquirido na escola. Depois de algum tempo, resolvi procurar novas oportunidades, quando foi então que apareceu a vaga de programador Progress na antiga Datasul Bauru, em 2003. Tinha pouco conhecimento de sistemas ERP (somente o básico visto na faculdade) e zero da linguagem Progress. Tanto é que os primeiros 6 meses foram de estudo pesado, com a companhia de algumas apostilas (em uma época pré-redes sociais, era muito difícil o contato com outros profissionais da área; mesmo a utilização de fóruns de discussão na linguagem era algo muito raro). A partir do momento em que comecei a participar de projetos junto de programadores mais experientes, consegui evoluir de forma mais rápida. E lá se vão 18 anos trabalhando com a ferramenta…

Rafa ministrando palestra

Daniel: Quando houve a fusão entre a Datasul e a Microsiga, você virou coordenador da Fábrica de Software, como foi esse novo desafio em sua carreira?

Rafael: A fusão das linhas de produto a partir do momento em que a TOTVS adquiriu a Datasul foi uma surpresa à época, porém ao mesmo tempo propiciou o conhecimento de novos ambientes e produtos. Neste momento, recém-chegado a família TOTVS, tive o convite de gestores e diretoria da TOTVS Bauru para assumir a coordenação da Fábrica de Software. Até então, estava acostumado a trabalhar sozinho e gerenciar somente minhas entregas. Meu grande desafio, mais do que a parte técnica, foi a gestão das pessoas. Alinhar uma equipe heterogênea para um objetivo comum é algo que demanda tempo, jogo de cintura e paciência. Aliado a isso, existia também o desafio da formação de novos talentos, que começavam a trajetória na empresa junto da equipe da Fábrica. Foram anos em que tive um crescimento com liderança e gestão que somente a experiência pode proporcionar.

Daniel: E em quais tecnologias está trabalhando atualmente?

Rafael: Depois de um tempo como Coordenador da Fábrica e de Projetos, optei por voltar a consultoria e desenvolvimento. Ultimamente, além do Progress, passei a atuar em projetos de implantação do Gooddata (ou TOTVS FastAnalytics) e Fluig. Como forma de aumentar o repertório, também passei a atuar como analista de implantação de projetos Protheus, em que pude finalmente ter um contato mais próximo com nosso querido ADVPL. Depois de muito tempo trabalhando com uma mesma tecnologia, foi muito importante essa oxigenação.

Rafa com uma camisa do Terminal de Informação

Daniel: A TOTVS está investindo bastante no TLPP e no PO-UI. No caso do Datasul, como você vê a integração entre o PO-UI (ou Angular) com o Progress?

Rafael: Entendo que é uma decisão estratégica e importantíssima da TOTVS, pois permite aumentar a oferta de soluções verticais, que funcionarão independente do ERP utilizado pelo cliente (o que já vemos no MeuRH, por exemplo). Além disso, permitirá uma atualização tecnológica mais rápida em futuras versões dos produtos.

Daniel: Rafa, muito obrigado mais uma vez, teria alguma mensagem para os nossos leitores?

Rafael: Queria novamente agradecer a oportunidade de poder compartilhar um pouco de minha história. E desejar todo o sucesso a você, Daniel. O que posso dizer aos leitores é que estudem, e se desafiem, pois só não errou quem nunca tentou. Na nossa área é importante termos a disponibilidade de aprender sempre, seja com uma nova tecnologia, ou o conhecimento compartilhado por um colega. E nunca se esqueçam da família, pois ela é essencial.

Eu e o Rafa estudando alguns anos atrás


E você, o que achou da entrevista? Deixe nos comentários.

Bom pessoal, por hoje é só.

Abraços e até a próxima.

Dan Atilio (Daniel Atilio)
Especialista em Engenharia de Software pela FIB. Entusiasta de soluções Open Source. E blogueiro nas horas vagas.

6 Responses

  1. Guilherme Camilo disse:

    Rubin é um profissional muito dedicado, competente e comprometido, além de ser um cara gente boa demais para se conversar.

    Sucesso senhores, vocês merecem.

  2. Diego Rubin disse:

    Esse cara é fera, tanto no pessoal quanto no profissional!

    Muito legal ler as palavras deixadas pelo meu irmão aqui. É competente, trabalha muito e merece as conquistas que tem!

  3. João Claus disse:

    Que ele é inteligente a gente sempre soube, mas é muito bom ver esse crescimento. Parabéns primo. Muito sucesso!

  4. Marcos Amorim disse:

    Parabéns ! A importância de se reinventar neste mercado com tantos desafios ! Trabalho com Progress, já fui consultor Datasul, SAP e hoje estou implantando PROTHEUS 12.

Deixe uma resposta