Entrevista – Ernani Forastieri (Coordenador de Engenharia de Software na TOTVS)

Hoje nossa entrevista é com o grande Ernani Forastieri, um lendário programador do mundo Protheus.

O Ernani entrou na TOTVS em 2003, e de lá para cá desenvolveu e esteve por trás de diversos projetos.

Para se ter uma ideia, ele já criou inúmeros projetos e os disponibilizou gratuitamente em www.ernaniforastieri.com. Alguns exemplos são o tema de AdvPL para Notepad++, a comparação de dicionários com o CompaDic, a exportação com ExporDic, entre tantos outros.

Atualmente o Ernani é Coordenador de Engenharia de Software na TOTVS Matriz. Confira nosso bate papo abaixo.


Daniel: Olá Ernani, obrigado por ter aceitado nosso convite aqui no Terminal de Informação. Você poderia nos contar um pouco sobre sua história?

Ernani: Tudo bom Daniel? Bom, eu sou de São Paulo, e comecei na área da informática aos 14 anos, ainda quando a linguagem da vez era o COBOL. E isso acabou sendo muito bom para mim, pois o ensino dela se focava muito em lógica de programação e modelagem de dados.

Passei pela chegada das interfaces gráficas, Windows, do bug do milênio, essas coisas (risos). Passei também pelas as linguagens xBase: DBase, Clipper, FoxPro, etc. e isso me ajudou mais tarde com o AdvPL.

Trabalhei em diversas escolas de informática, e sempre que posso, continuo dando meus treinamentos, gosto muito. E em 2003 entrei na Microsiga, que depois se tornou a TOTVS.

Ernani e equipe no trabalho

Daniel: Sensacional Ernani, também gosto da área acadêmica. E como foi entrar na TOTVS? Você já conhecia o Protheus ou a linguagem AdvPL?

Ernani: Meu primeiro contato com o que viria a ser o Protheus foi em 94, ainda na versão 2.01.

Eu era um Cliente. Nós tínhamos diversos sistemas isolados e precisávamos de um que fosse totalmente integrado.

Na época ainda era o Microsiga, mas ele já tinha várias das características que tem hoje, como, os dicionários de dados, os pontos de entrada e a possibilidade de desenvolver customizações. E isso tudo só foi evoluindo.

Na época a linguagem era chamada de RDMake, até é por isso que algumas pessoas das antigas ainda chamam customizações de RDMake, só depois passou a se chamar AdvPL. Como o AdvPL é baseado na sintaxe xBase, do Clipper para ele foi um pulo.

Entrei na TOTVS, em uma época de crescimento acelerado, tudo era muito rápido. E com isso você aprendia muito também.

Daniel: E sua jornada dentro da TOTVS, como foi a caminhada até chegar à coordenador da Engenharia de Software?

Ernani: Eu brinco, que só não fui fazer café porque as máquinas automáticas chegaram (risos).

Eu entrei inicialmente na equipe de Serviços, em projetos de implantação nos Clientes, depois fui para a Fábrica de Software, que era especializada em customizar.

Anos depois, fui para a equipe de Framework, onde participei de projeto muito legais, como a implementação do MVC em AdvPL, EAI, MILE e outros.

Saí do Framework e fui trabalhar no desenvolvimento do Produto Padrão, e de lá vim para onde estou agora, que é a Engenharia de Software do Protheus. E nessas idas e vindas já se vão 18 anos.

Acho que foi o melhor caminho que podia seguir. Passar por todas essas áreas ajuda muito a entender o lado do Cliente, de quem cuida do Protheus, de quem implanta, de quem customiza, tudo isso. Eu passei por lá e senti na pele as dores e tento por isso nas coisas que faço.

Ernani em momento de laser

Daniel: No caso do site ernaniforastieri.com, como foi a concepção da ideia e seu desenvolvimento?

Ernani: A necessidade é mãe das invenções (risos). Como muitas coisas na vida, as minhas ferramentas foram surgindo com as necessidades do dia a dia.

Por exemplo, o CompaDic e o BaseDic, nasceram na época que estava trabalhando em Serviços, pois ajudam muito no momento de uma implantação, para antecipar problemas. O ExporDic, nasceu na época de Fábrica de Software, onde precisávamos de uma ferramenta para implementar as customizações de dicionários nos Clientes. E assim foi com todas as outras ferramentas.

Eu sempre compartilhei minhas “crianças” com quem quisesse, e a TOTVS também tem uma cultura de compartilhar muito forte.  Eu já fazia isso internamente, e um dia um amigo me deu a ideia de fazer o site onde todo mundo as pegaria mais e facilmente.

Assim, criei o site e a documentação, e acabou que muitos que trabalham com Protheus, tanto dentro quanto fora da TOTVS, as usam hoje em dia.

Sou eu mesmo quem dá o suporte para elas e quando é preciso implemento coisas novas e mudanças tecnológicas necessárias, como foi quando veio o Lobo Guará.

Daniel: Entre todos os projetos desenvolvidos, qual foi o mais desafiador, ou qual foi o que você se lembra com maior carinho (risos)?

Ernani: Ah, meus dois xodós, são ter feito parte da implementação do MVC no AdvPL, que foi muito legal. E a minha ferramenta ExporDic, que exporta dicionários.

O MVC pelo desafio de implementar uma nova arquitetura no AdvPL, e assim quebrar a ideia de desenvolvimento linear, com interface e modelos juntos.

E o ExporDic, que acabou dando mais segurança para os desenvolvedores em suas customizações, na medida que “transporta” as customizações de dicionários de um lugar para o outro.

Acredito que estes dois juntos tenham ajudado muita gente por aí (risos).

Ernani Forastieri

Daniel: Ernani, muito obrigado mais uma vez, você teria alguma mensagem para nossos leitores?

Ernani: Primeiro, queria agradecer muito o convite para a entrevista.  Foi muito bom.

O que queria deixar para o pessoal é que o continuem sempre.

O Protheus e o AdvPL podem fazer coisas incríveis. Eu tenho um carinho e um orgulho muito grandes pelo Protheus.

E também que o estudo nunca para, estamos implementando novas tecnologias no Protheus, como o PO-UI, para aumentar ainda mais as possibilidades dele.

Muitas outras coisas também estão no forno para sair, tanto em desenvolvimento quanto em arquitetura, e todas elas vão demandar de nós algum aprendizado.

A comunidade e o ecossistema do Protheus são enormes e compartilharmos é o melhor caminho para todos tenham sucesso nos seus objetivos.

É isso aí …

Espero que tenham gostado. Visitem meu site, conheçam minhas ferramentas e qualquer coisa me gritem (risos).

Grande abraço.


E você, o que achou da entrevista? Deixe nos comentários.

Bom pessoal, por hoje é só.

Abraços e até a próxima.

Dan Atilio (Daniel Atilio)
Especialista em Engenharia de Software pela FIB. Entusiasta de soluções Open Source. E blogueiro nas horas vagas.

2 Responses

  1. Daniel Gonçalves Jr. disse:

    GRANDE ERNANI!
    Este é o cara!

Deixe uma resposta