[Dica] Otimizando e Personalizando o KDE

Olá pessoal.
Na postagem de hoje, irei mostrar como otimizar e personalizar o KDE, ou seja, alterar cores, ícones, widgets e os famosos efeitos (como o cubo) e mostrarei uma configuração razoável para um computador mais antigo.

$> Visão Geral:
O KDE é um Ambiente X (Ambiente Gráfico), surgiu na necessidade de sistemas baseados no Unix (Unix-like), se adaptarem e terem um modo gráfico poderoso comparado ao Explorer do Windows, e ao Mac OS.
Com o passar dos anos ele competiu frente a frente com outros ambientes como Gnome e XFCE, hoje é um dos mais usados (Fedora, Kubuntu, OpenSUSE, Mandriva, Rosa, Slackware são exemplos de distros que rodam KDE nativamente).
E um ponto alto desse ambiente, é sua total personalização, ou seja, você pode personalizar o que quiser na Distro.

Ambiente KDE 4.8.5 no OpenSUSE 12.2
Ambiente KDE 4.8.5 no OpenSUSE 12.2

$> Botão KickOff:
O botão KickOff é o lançador nativo do KDE (como o Botão Iniciar). Para alterar esse botão, basta clicar com o botão direito sobre ele e clicar em Configurações. Agora basta escolher uma imagem.

Alterando o botão KickOff
Alterando o botão KickOff

$> Ícones:
Para mudar os ícones do KDE é muito simples. Clique no botão KickOff (ou pressione Alt+F1) e procure por ico, selecione o aplicativo Ícones.

Procurando ico
Procurando ico

Agora será mostrada uma tela com os ícones que você já tem na distro, para instalar novos, você pode instalar através de um arquivo, ou baixá-los direto da rede do KDE pelo botão obter novos temas (quase todos as opções de personalização possuem esse botão).

Janela Principal - Icones
Janela Principal – Icones

Após isso, selecione o tema que lhe agrade e clique em instalar. Depois aplique as configurações. No meu OpenSUSE eu uso o ElementaryUsu.

Obtendo pacote de icones pela Internet
Obtendo pacote de icones pela Internet

$> Tema da Área de Trabalho:
Mesmo exemplo acima, clique no botão KickOff (Alt+F1) e procure por tema.

Procurando por Tema
Procurando por Tema

Abra o Tema da Área de Trabalho e escolha o que desejar, ou instale novos. No meu OpenSUSE eu uso o Oxyzone.

Janela Principal - Temas
Janela Principal – Temas

$> Cores:
Mesmo exemplo dos ícones, clique no botão KickOff e procure por cor, clique no aplicativo Cores.

Procurando Cor
Procurando Cor

Para instalar novos, basta clicar em Obter Novos Esquemas, ou você pode editar as cores do seu KDE como quiser.
No meu openSUSE eu uso o Glacier.

Janela Principal - Cores
Janela Principal – Cores

$> Decorações das Janelas:
Para mudar o layout das janelas, clique no botão KickOff, digite Janela e abra o Decorações das Janelas.

Procurando por janela
Procurando por janela

Após isso, clique em Obter novas decorações, escolha uma que lhe agrade. No meu openSUSE (em casa) uso a Radial (thin borders), no notebook uso a FormaN.

Janela Principal - Decorações de Janelas
Janela Principal – Decorações de Janelas

$> Efeitos da Área de Trabalho:
Igual aos passos anteriores, clique no botão KickOff e procure por efeitos (ou effects em inglês). Abra o Efeitos da Área de Trabalho, ou Desktop Effects.

Procurando por efeito
Procurando por efeito

Abrindo, notamos 3 principais abas, a Geral, Todos os Efeitos e Avançado.

Janela Principal - Efeitos da Área de Trabalho
Janela Principal – Efeitos da Área de Trabalho

Na aba Geral, você configura se deseja ativar os efeitos ao iniciar a distro, a velocidade da animação e o efeito para trocar de desktop virtual (se eu possuir 4, posso ativar o cubo).
Na aba Todos os Efeitos você configura quais efeitos você quer ativar ou não como Janelas Instáveis (Trêmulas, ou Wobbly Windows) que faz com que quando você mexa a janela, ela faça um efeito gelatina. Aqui também você consegue ativar o cubo da área de trabalho, ou o cilindro.

Cubo da Área de Trabalho
Cubo da Área de Trabalho

Há vários outros efeitos, como minimizar a janela como lâmpada mágica e alterar as janelas estilo Mac OS, basta ir vendo e ativando o que lhe desejar.

Janela minimizando (lâmpada mágica)
Janela minimizando (lâmpada mágica)

$> Cursor:
Para mudar o ponteiro do mouse, clique no botão KickOff e digite cursor, abra o Tema de Cursores.

Procurando por cursor
Procurando por cursor

Agora você pode obter mais pela internet, ou alterar com algum já existente. O tema que uso é o Oxygen Zion.

Janela Principal - Cursores
Janela Principal – Cursores

$> Widgets:
Para manipular os Widgets, há um botão amarelo com alguns pontos coloridos na barra principal do KDE, e geralmente no canto superior direito. Clicando sobre ele, vai aparecer o botão adicionar widgets, clique nesse botão.

Adicionando widgets
Adicionando widgets

Vai aparecer uma barra onde você pode adicionar qual você quiser (clicando duas vezes), adicionar mais widgets, dentre outros. Com os widgets, você consegue editar sua área de trabalho, colocando relógio, temperatura, etc.

Widgets
Widgets

$> Mudança de Tarefas:
Clique no botão KickOff e procure por tab, abra o aplicativo Mudança de Tarefas. Aqui você consegue manipular a mudança das janelas em todas as áreas de trabalho, o atalho que você deseja usar (Alt+Tab), e qual o efeito usado para isso (lembrando que ele deve estar ativado nos efeitos da área de trabalho. Eu costumo usar o seleção em capas (cover switch).

Mudança de Tarefas (Alt+Tab)
Mudança de Tarefas (Alt+Tab)

$> Ativar a Transparência no Terminal:
Abra o Terminal (Konsole), clique na aba Configurações -> Configurar o perfil atual. Após isso clique na aba Aparência e clique no botão editar. Agora selecione a quantidade de transparência utilizada (eu costumo usar 20 %).

Terminal Transparente
Terminal Transparente

Por hoje é só Pessoal.
Abraços e até a próxima.

About Dan_Atilio

Analista e desenvolvedor de sistemas. Técnico em Informática pelo CTI da Unesp. Graduado em Banco de Dados pela Fatec Bauru. Entusiasta de soluções Open Source e blogueiro nas horas vagas. Autor do projeto Terminal de Informação, onde são postados tutoriais e notícias envolvendo o mundo da tecnologia.

34 opiniões sobre “[Dica] Otimizando e Personalizando o KDE

  • novembro 26, 2012 em 3:31 am
    Permalink

    Simplesmente fantástico!! Adorei! Assim já dá para entender o ambiente KDE e o que tem para nos oferecer.
    Grato pela sua postagem!!

    Resposta
    • novembro 26, 2012 em 7:03 am
      Permalink

      Eu que agradeço a apreciação da postagem amigo.
      Abraços XD.

      Resposta
  • janeiro 12, 2013 em 10:05 pm
    Permalink

    Finalmente!!! Uma descrição das funcionalidades do ambiente KDE! Muito bom!
    Muito obrigado pelas suas dicas!!

    Resposta
    • janeiro 12, 2013 em 10:23 pm
      Permalink

      Opa, eu que agradeço Pedro. Ainda vou fazer uma postagem sobre o XFCE. Abraços e um bom domingo.

      Resposta
    • março 26, 2013 em 11:06 pm
      Permalink

      Grande Fabio, tudo joia?

      Então, eu uso a padrão do OpenSUSE:
      Sans Serif – Tamanho 8 e 9
      Anti-Aliasing – Configurações do Sistema

      No Konsole (terminal), eu uso:
      Monospace, tamanho 11

      Espero ter ajudado.
      Abraços.

      Resposta
  • novembro 21, 2013 em 6:54 am
    Permalink

    Excelentes dicas, muito obrigado!!! mas uma dúvida. tem alguma maneira de deixar as janelas transparentes?

    Resposta
    • novembro 23, 2013 em 10:47 pm
      Permalink

      Boa noite Vinicius,
      Basta apenas alterar a Decoração da Janela, nesta mesma postagem, pode olhar a área de ‘Decorações de Janelas’.
      Espero ter ajudado.
      Abraços e boa semana.

      Resposta
  • novembro 25, 2013 em 11:26 am
    Permalink

    Cara, eu uso o Kubuntu desde a versão 8.10, mas só fui ser um real usuário de uns tempos pra cá. Estava fazendo umas otimizações quando fui tentar mudar o efeito de transição de tarefas. E simplesmente não achei essa opção. Ainda mesmo agora, continuo procurando mas não encontro! Lembro que na versão que usava antes de instalar o 13.10, eu mudava isso facilmente. Pode me ajudar?

    Resposta
    • dezembro 8, 2013 em 10:00 pm
      Permalink

      Bom dia Mazulo,
      Aperte Alt+F1 para acionar o menu principal do KDE, escreva switch ou procure por effects ou ainda por alt+tab, e ative a transição de telas.
      Abração e boa sorte.

      Resposta
    • abril 23, 2014 em 8:37 pm
      Permalink

      Gostaria que todas as janelas ficassem dessa maneira.

      Resposta
      • abril 24, 2014 em 8:20 am
        Permalink

        Bom dia Aloisio.
        Se estiver usando o KDE, pode tentar instalar um tema transparente como Blue Sora, Peruvian Torch, Eleonora, Air, etc…
        Porém esse tema será para o KDE, já as cores dos aplicativos, desconheço um tema para cores com transparência, mas é só pesquisar no KDE-Look (http://kde-look.org/index.php?xcontentmode=28×74) e verificar se encontra algum que mais de agrade.
        Abraços e boa sorte.

        Resposta
  • junho 27, 2014 em 11:35 am
    Permalink

    Fantástico Atílio!

    Sou usuário do Debian e suas variações (Mint (principalmente), Ubuntu…) e comecei a usar o Suse há pouco tempo (principalmente para tirar a certificação LPIC-1, por causa dos pacotes rpm) e simplesmente viciei! O KDE tem muito mais otimizações do que o gnome (que deu um trabalhão para eu deixar ao meu gosto quando usava o Mint). Gostei muito do seu tutorial, um dos poucos que são completos disponíveis na net. Parabéns!

    Resposta
    • junho 28, 2014 em 11:53 pm
      Permalink

      Boa noite Rafael.
      Muito Obrigado pelos elogios.
      Bem vindo ao mundo KDE e SUSE (perfeita combinação, rs).
      Abraços.

      Resposta
  • julho 28, 2014 em 1:29 pm
    Permalink

    Atílio meu amigo, tô procurando na net e até agora nada! Gostaria de saber como coloco a barra de tarefas do KDE na parte superior da tela. A única coisa que falta para eu deixar meu KDE liso! Abraços!

    Resposta
    • julho 30, 2014 em 7:38 am
      Permalink

      Bom dia Rafael.
      Então, primeiramente, desbloqueie os widgets, depois no canto direito da barra de tarefas, terá um botão da caixa de ferramentas (aquele que parece um pingo de tinta), clicando nele, terá uma opção chamada Borda da Tela, do lado da Altura, basta clicar na borda e arrastar para a extremidade que desejar.
      Abração e boa sorte.

      Resposta
  • julho 30, 2014 em 10:18 am
    Permalink

    Nossa Dan, nem imaginava que era isso. Coisa tão besta neh? Como fui muito tempo usuário do gnome, para mudar o painel de posição era simples. Nem imaginaria que a borda da tela servia pra isso! haha Grande abraço, seu blog é ótimo!

    Resposta
    • julho 30, 2014 em 10:39 am
      Permalink

      Bom dia Rafael.
      Magina, eu usava muito o XFCE, estranhei bem o KDE no começo, rs… mas faz parte.
      Muito obrigado, abração.

      Resposta
        • agosto 4, 2014 em 5:59 pm
          Permalink

          Opa, eu que agradeço Rafael.
          Abração.

  • agosto 4, 2014 em 9:32 am
    Permalink

    Daniel meu amigo, mais uma vez preciso de vc! rsrs
    Primeiro, como faço para alterar as fontes no openSUSE (fonte da barra de tarefas e do restante do sistema). Procurei procurei e não encontrei!
    Outra coisa, já vi em vários sites e blogs como instalar o driver da NVIDIA no open e não é difícil. O problema é que meu notebook possui placa de vídeo híbrida (ou seja, ela possui um chip gráfico no processador i7 e uma placa de vídeo da NVIDIA de 2GB). O problema é que quando vou instalar o driver, quando reinicio o open ele não executa os efeitos da área de trabalho, além de uma mensagem de erro ao executar o aplicativo da placa, referente ao servidor X. Tentei instalar os drivers livres, mas ele só instala para o chip híbrido da Intel e permanece como aceleração 3d desconhecido.

    Alguma luz? Abraços!

    Resposta
    • agosto 4, 2014 em 6:04 pm
      Permalink

      Salve salve Rafael.
      Que isso, rs….
      Para alterar os fontes, se for no KDE, vá no menu KickOff (Alt+F1) e procure por Fontes (a descrição estará “Configurações das Fontes”), depois basta escolher as fontes que mais lhe agrada.
      Agora quanto a placa de vídeo, tanto meu PC como meu note, utilizam a integrada da Intel, não tenho placa externa =/, rs…
      Tente procurar algo no susebr ou no vivaolinux ou até mesmo nos fóruns do SUSE da Europa.
      Abração e boa sorte.

      Resposta
  • agosto 5, 2014 em 10:36 am
    Permalink

    Daniel meu brodi! Depois de muita luta consegui. Após visitar um artigo contido no site Ubuntued sobre notebooks híbridos como o meu, descobri que a comunidade Linux criou um aplicativo que gerencia essa função que o sistema não faz automaticamente como no Windows (uma grande desvantagem diria, mas a culpada são as fabricantes). Por isso que, quando instalava diretamente o driver da NVIDIA, o open ficava todo zuado, sem os efeitos. A comunidade criou o Bumblebee, que faz com que o chip gráfico da NVIDIA fique desabilitado, deixando apenas ativo o gráfico do processador. Quando é utilizado um aplicativo que necessite da placa gráfica dedicada (claro, previamente configurado para tal), o Bumblebee ativa a placa. Assim, há uma economia de energia, visto q com drivers livres (que instalei antes de te pedir ajuda) ele deixava os dois chips gráficos ativos e fazendo com que o note esquentasse muito. Por isso, pode colocar como dica para os usuários que tenham este problema no seu blog. Segue o link contido no site do openSUSE em inglês (se precisar que eu traduza, eu mando pra vc por e-mail. Só falar!):

    http://en.opensuse.org/SDB:NVIDIA_Bumblebee

    Grande abraço e obrigado por sempre ajudar os usuários do SUSE. Valeu Daniel!

    Resposta
    • agosto 11, 2014 em 9:48 am
      Permalink

      Grande Rafael…
      Ai sim hein, parabéns pelo empenho.
      Abração e boa semana.

      Resposta
  • janeiro 23, 2016 em 2:34 pm
    Permalink

    Bom tarde Dan.
    Como faço para colocar o aplicativo que procura e instala drivers? Estou com problema para instalar o driver Wireless, pensei que talvez o app faria o trabalho sujo para mim, mas não encontro e não sei o nome para instalar manualmente.

    Resposta
    • janeiro 23, 2016 em 10:54 pm
      Permalink

      Boa noite Marq, tudo bem?
      Então, depende muito da distribuição que você usa, por exemplo, se for o OpenSUSE terá que baixar um arquivo rpm para instalar, ou usar os repositórios, ou fazer o padrão que é make config…
      Qual distribuição e versão que você utiliza? Tentarei pesquisar em alguns fóruns para lhe ajudar.
      Um grande abraço.

      Resposta

Deixe uma resposta