Como Instalar o Protheus – Parte 4 – Protheus e Protheus Data

Como Instalar o Protheus – Parte 4 – Protheus e Protheus Data

Olá pessoal…

Continuando hoje sobre como instalar o Protheus, vamos falar sobre a Instalação e configuração do Protheus e Protheus Data.

Veja outras partes de Como Instalar o Protheus:
Parte 1 – Baixando o que é necessário
Parte 2 – Instalação do SQL Server
Parte 3 – DbAccess e ODBC
Instalação e Configuração do TDS

Vamos lá, são 32 passos bem simples.

1. Crie uma pasta raiz que irá, no meu caso eu criei em D:\TOTVS\TOTVS Protheus.

Criando a pasta do Protheus
Criando a pasta do Protheus

2. Crie duas subpastas, uma chamada Protheus e uma chamada Protheus_Data.

Criando as pastas Protheus e Protheus_Data
Criando as pastas Protheus e Protheus_Data

3. Dentro da pasta Protheus_Data crie uma pasta chamada systemload, e coloque dentro dela os downloads do Dicionário Completo e do Help de Campos e Perguntas.

Descompactando arquivos na systemload
Descompactando arquivos na systemload

4. Extraia os downloads, ficando os arquivos na raíz da pasta systemload.

Arquivos já descompactados
Arquivos já descompactados

5. Volte para a pasts Protheus_Data, e coloque nela os downloads do arquivo de Menus e dos arquivos de Configuração Fiscal.

Colocando arquivos na system
Colocando arquivos na system

6. Extraia os downloads, ficando na raíz dessa pasta system.

Arquivos já descompactados dentro da system
Arquivos já descompactados dentro da system

7. Vá para a pasta Protheus (que fica junto com a Protheus_Data), e crie uma pasta chamada apo, dentro dela coloque o arquivo baixado referente ao Repositório de Objetos.

Arquivo do Repositório de Objetos (RPO)
Arquivo do Repositório de Objetos (RPO)

8. Renomeie o arquivo, deixando ele com o nome TTTP1120.RPO.

RPO renomeado
RPO renomeado

9. Volte para a pasta Protheus, crie uma pasta chamada bin, e coloque o download dos binários dentro dela.

Arquivo binário compactado
Arquivo binário compactado

10. Extraia os binários dentro dessa pasta.

Arquivo binário descompactado
Arquivo binário descompactado

11. Acesse a pasta appserver, e dentro dela, acesse a pasta ace_8.00, copie todos os arquivos, e coloque de volta na pasta appserver.

Arquivos a serem copiados para appserver
Arquivos a serem copiados para appserver

12. Crie um arquivo chamado appserver.ini que ficará as definições do nosso serviço. Abaixo o meu appserver.ini que configurei (se for copiar, se atente para os caminhos dos diretórios, no meu deixei no D:\):

[TST]
	SourcePath=D:\TOTVS\TOTVS Protheus\Protheus\apo
	RootPath=D:\TOTVS\TOTVS Protheus\Protheus_Data
	StartPath=system
	x2_path=
	RpoDb=Top
	RpoLanguage=portuguese
	RpoVersion=120
	LocalFiles=ads
	Trace=0
	localdbextension=.dbf
	PictFormat=DEFAULT
	DateFormat=DEFAULT
	RegionalLanguage=BRA
	TopDataBase=MSSQL7
	TopServer=localhost
	TopALIAS=PROTHEUS
	HelpServer=localhost:8080
	
[Drivers]
	Active=TCP

[TCP]
	TYPE=TCPIP
	Port=1234

[General]
	InstallPath=D:\TOTVS\TOTVS Protheus\Protheus

[SERVICE]
	NAME=TOTVS_DESENV
	DISPLAYNAME=TOTVS|Desenvolvimento

[TCPSERVER]
	Enable=0

[TDS] 
	allowApplyPatch=*
	allowEdit=*

[LICENSESERVER]
	enable=0
	port=5555
	ShowStatus=1
	
[LICENSECLIENT]
	server=localhost
	port=5555
	
[HTTP]
	Enable=1
	Port=8080
	Path=D:\TOTVS\TOTVS Protheus\
Exemplo de appserver.ini
Exemplo de appserver.ini

13. Clique com o botão direito no executável do AppServer, e crie um atalho na área de Trabalho.

Criando atalho do AppServer
Criando atalho do AppServer

14. Clique com o botão direito no atalho, e clique em Propriedades. Nas propriedades, no Destino, coloque -console na frente e clique em Aplicar.

Deixando o serviço como modo console
Deixando o serviço como modo console

15. Clique duas vezes no atalho, se mostrar uma tela do Firewall, clique em Permitir acesso.

Permitindo o acesso no Firewall do Windows
Permitindo o acesso no Firewall do Windows

16. Se tudo estiver certo, irá mostrar uma mensagem de Server started.

Mensagem de serviço iniciado
Mensagem de serviço iniciado

17. Feche essa janela, e vá de novo nas Propriedades do atalho, agora coloque -install e clique em Aplicar.

Parâmetro de instalação do serviço
Parâmetro de instalação do serviço

18. Clique com o botão direito no atalho, e clique em Executar como Administrador.

Executando a instalação como Administrador
Executando a instalação como Administrador

19. Abra os serviços do Windows, procure pelo serviço que criamos (no nosso exemplo, criamos como TOTVS|Desenvolvimento), clique com o botão direito e vá em Propriedades, então deixe a inicialização como Automática, e clique em Iniciar.

Deixando o serviço como automático
Deixando o serviço como automático

20. Volte para a pasta bin, e abra a pasta do smartclient, vá no executável, e crie um atalho para área de trabalho.

Criando atalho do SmartClient
Criando atalho do SmartClient

21. No atalho do smartclient, clique com o botão direito em cima e vá em Propriedades, depois no Destino, coloque o -M no final, clique em Aplicar.

Alterando o atalho para múltiplas sessões (janelas)
Alterando o atalho para múltiplas sessões (janelas)

22. Caso dê erro ao abrir o sistema, é que falta o arquivo sigapss, por padrão o Protheus cria ele sozinho, caso não crie, faça o download clicando aqui, e coloque o arquivo dentro da pasta system, dentro da Protheus_Data.

Arquivo de senhas sigapss.spf
Arquivo de senhas sigapss.spf

23. Ao abrir o smartclient pela primeira vez, coloque o ip onde está feito a instalação, no nosso caso é localhost, e coloque a porta utilizada na conexão, no nosso appserver, configuramos como a porta 1234.

Definindo o ip e a porta de conexão
Definindo o ip e a porta de conexão

24. Então nos parâmetros iniciais do Smartclient, coloque SIGACFG.

Acessando o configurador (SIGACFG)
Acessando o configurador (SIGACFG)

25. Abra o sistema, e coloque usuário admin, e senha em branco.

Logando com o usuário Admin
Logando com o usuário Admin

26. Escolha o país Brasil.

Escolhendo o país
Escolhendo o país

27. Espere o carregamento do sistema.

Criando os dicionários
Criando os dicionários

28. Se perguntar qual é o diretório dos arquivos de dados, selecione a pasta system.

Apontando para o diretório de arquivos de dados
Apontando para o diretório de arquivos de dados

29. Sistema foi instalado.

Tela principal do Configurador
Tela principal do Configurador

30. Vá na pasta Protheus_Data, e deixe a estrutura similar ao do print abaixo (se tiver faltando alguma pasta, crie).

Estrutura final da Protheus Data
Estrutura final da Protheus Data

31. Volte no Protheus, e no Configurador, em Help, clique em Config. Central de Ajuda.

Entrando na Configuração do Help
Entrando na Configuração do Help

32. Escolha o diretório inicial em que você colocou a pasta Protheus e a Protheus_Data.

Apontando para o diretório de extração do help
Apontando para o diretório de extração do help

Passos Opcionais – Configuração do Dev Antigo

1. Dentro da pasta smartclient, abra o executável DevStudio.

DevStudio antigo
DevStudio antigo

2. Clique em Arquivo, e em seguida em Configurações.

Configurações do Dev antigo
Configurações do Dev antigo

3. Deixe as configurações conforme print abaixo.

Definindo o ambiente e a conexão
Definindo o ambiente e a conexão

Caso queira, continue o tutorial em Instalação e Configuração do TDS

Veja outras partes de Como Instalar o Protheus:
Parte 1 – Baixando o que é necessário
Parte 2 – Instalação do SQL Server
Parte 3 – DbAccess e ODBC
Instalação e Configuração do TDS

Bom pessoal, por hoje é só.
Abraços e até a próxima.

About Dan_Atilio

Analista e desenvolvedor de sistemas. Técnico em Informática pelo CTI da Unesp. Graduado em Banco de Dados pela Fatec Bauru. Entusiasta de soluções Open Source e blogueiro nas horas vagas. Autor do projeto Terminal de Informação, onde são postados tutoriais e notícias envolvendo o mundo da tecnologia.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: