Análise Skylar & Plux: Adventure on Clover Island

Análise Skylar & Plux: Adventure on Clover Island

Salve salve pessoal…

Trago para vocês hoje a análise do jogo de plataforma, Skylar & Plux: Adventure on Clover Island.

Introdução

A história do jogo começa quando CRT (sim, um inimigo com formato de um monitor antigo tubão rs), quer dominar o mundo e começa a fazer experimentos com os animais e vários robôs (similar o Robotnick do Sonic), eis que ele pega uma lince, e transforma seu corpo deixando cibernético, essa lince tem o nome de Skylar, mas algo acontece de errado, e ela acaba escapando.

Com isso, ela chega na Ilha Clover, onde conhece uma coruja chamada Plux, e assim começa a jornada dos dois para vencer o tirano CRT e salvar o mundo.

O game tem uma pegada nos antigos de jogos de plataforma da década de 90, sendo que a aparência do game segue bastante bastante games que tem duplas de personagens, como Banjo Kazooie, e Ratchet & Clank.

“A mesma praça, o mesmo banco…” (8) rs

Som

As músicas do game são animadas, lembrando um desenho infantil, porém elas não são memoráveis, acabam sendo esquecidas rapidamente.

Ambientes bem bonitos
Ambientes bem bonitos

Os efeitos sonoros do game são bons e bem alinhados, além de contar com uma boa dublagem, mas infelizmente não está disponível para nosso idioma, é tudo em inglês, então se for pegar para seu filho ou sobrinho, se atente a isso.

Dá para perceber que eles fizeram várias piadinhas bobinhas que chamam a atenção de crianças, mas como disse no parágrafo anterior, uma criança pode não entender por causa do inglês (se bem que tem crianças hoje que já estão bem avançadas em outros idiomas rs).

Um dos inimigos
Um dos inimigos

Gráfico

O gráfico do jogo segue um estilo bem colorido e animado, me lembrei bastante de antigos jogos de plataforma para o Playstation 1 da Warner Bros, como Sheep Raider e os jogos do Pernalonga.

Em jogos nesse estilo de plataforma (nesse estilo similar ao Skylar), não se tem incentivo de colecionar itens, ou desbravar o cenário, apenas fazer as missões e continuar, o problema, é que nos jogos da Warner para o PS1, existiam várias missões e a maioria era bem divertida.

Skylar andando
Skylar andando

Os cenários do game são enormes, o que causam uma sensação de beleza, mas muitas das vezes parecia que ele não era vivo, faltava animações ou personagens para compor os cantos dos cenários, ou seja era tudo lindo, mas parecia parado.

Animação do personagem
Animação do personagem

Controles

Os controles do game são:
Analógico Esquerdo – Movimentar personagem
Analógico Direito – Movimentar câmera
A – Pulo, Pulo Duplo (Apertar duas vezes) e Flutuar (Segurar o A)
B – Ataque giratório
X – Ataque
Y – Interação com objetos
LT – Muda a visão
RT – Ativa os poderes especiais
RB / LB – Alterna entre os poderes especiais

Fase da neve
Fase da neve

A mecânica da jogabilidade é fluída, apenas o analógico direito que no começo confunde um pouco, eu tive que inverter ele (não sei se estava destreinado com jogos assim rs).

É possível pegar 3 poderes especiais (que são usados com o RT), o poder de parar o tempo, o super pulo, e o ímã.

Talvez esse seja o ponto alto do game, a jogabilidade é boa e responde bem aos comandos.

Exemplo de modelagem de uma fase
Exemplo de modelagem de uma fase

Diversão

O jogo acaba sendo bastante mono tomo, e você pode finalizar ele sem muitas preocupações.

Claro que o game tem suas qualidades, para o seu público alvo (crianças), ele deve agradar mais, pois além de ser bem fácil e simples (tiveram poucos momentos mais difíceis), contém um humor bobo e leve para atrair os pequenos.

Portão para acessar a fase do deserto
Portão para acessar a fase do deserto

Mas um ponto que me deixava frustrado, era o tempo de Loading, se ainda fosse apenas o Loading inicial, mas a cada mudança de área tem se um Loading grande que demora um pouco.

A campanha do jogo leva cerca de 2 a 3 horas.

Outras informações

Apesar do jogo ter o nome “Skylar And Plux”, basicamente você controla apenas a Skylar, sendo Plux o personagem “tagarela”, afinal Skylar não fala uma palavra no game, sendo que o Plux na jogabilidade não é usado em nenhum momento.

Placas de perigo
Placas de perigo

Preço

Na PSN, o jogo está R$ 45,90, Clique Aqui para saber mais.

Na Steam, o jogo está R$ 27,99, Clique Aqui para saber mais.

Na Xbox Live, o jogo está R$ 29,00, Clique Aqui para saber mais.

Gráfico realmente bonito
Gráfico realmente bonito

Considerações Finais

Skylar & Plux acaba por ser um game tranquilo e pacato, bastante fácil, e com foco em crianças.

Caso você goste de games de plataformas (mas goste mesmo, de todos sem exceção rs), ou você tenha crianças pequenas por perto, seja uma boa pedida.

Do contrário, recomendo avaliar outras opções de games de plataforma, ou esperar um desconto em uma promoção.

Bom pessoal, por hoje é só.
Abraços e até a próxima.

About Dan_Atilio

Analista e desenvolvedor de sistemas. Técnico em Informática pelo CTI da Unesp. Graduado em Banco de Dados pela Fatec Bauru. Entusiasta de soluções Open Source e blogueiro nas horas vagas. Autor do projeto Terminal de Informação, onde são postados tutoriais e notícias envolvendo o mundo da tecnologia.

2 comentários em “Análise Skylar & Plux: Adventure on Clover Island

  1. Muito bom Daniel, sempre com profissionalismo até para os games mais simples.

    O jogo realmente não me chamou atenção, me parece apenas mais um joguinho genérico, sendo que hoje há muitos games (inclusive COOPs) para se jogar com a criançada.

    Forte abraço!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: